NCG: o que é e qual importância da Necessidade de Capital de Giro

Por Redação Azulis

Entenda como identificar a NCG ou Necessidade de Capital de Giro na gestão de um negócio e o que fazer após identificá-la.

Manter uma empresa com as finanças em dia não é uma tarefa fácil. Isso porque existem inúmeras variáveis que podem fazer com que o lado financeiro de um negócio se desequilibre e retomar o caminho após uma quebra é ainda mais difícil. 

Para evitar sustos desnecessários, algumas questões precisam ser observadas e uma delas é a necessidade de capital de giro.

O que é o Capital de Giro?

O capital de giro é uma reserva de recursos para ser utilizada conforme as necessidades financeiras de uma empresa. Esse montante se difere, por exemplo, do ativo fixo de uma organização, que será utilizado para a aquisição de máquinas, estabelecimentos, materiais, equipamentos e todos os bens que compõem as atividades dessa organização. 

O que é o NCG ou Necessidade de Capital de Giro?

A Necessidade de Capital de Giro (NCG) é um valor mínimo que a empresa precisa ter em caixa para garantir a continuidade de suas atividades. Ou seja, pagar salários, comprar insumos, pagar o aluguel das instalações, contas de luz, água, entre outras despesas inerentes ao negócio.

Como identificar a NCG - Necessidade de Capital de Giro?

Para calcular a Necessidade de Capital de Giro, você precisará realizar dois tipos de cálculo. O primeiro deles é:

NCG = Prazos Médios de Recebimento – Prazos Médios de Pagamento

Os Prazos Médios de Recebimento consistem entre o tempo entre a venda e o efetivo recebimento do valor. Exemplo: venda parcelada em 5 vezes: Prazo Médio de Recebimento: 20% em 30 dias, 20% em 60 dias, 20% em 90 dias e 20% em 120 dias.

Já os Prazos Médios de Pagamento são o tempo entre a compra e o efetivo pagamento de fornecedores e outras contas por sua parte. Exemplo: você paga o seu fornecedor em duas vezes, assim, o Prazo Médio de Pagamento é de 50% em 30 dias e 50% em 60 dias.

No exemplo acima, você teria uma NCG desequilibrada, já que paga os fornecedores em menor prazo que recebe de clientes. Dessa forma, você precisaria de um maior volume de capital de giro, que pode ser via capital próprio ou de investidores. 

O segundo cálculo é:

NCG = Ativo Circulante Operacional – Passivo Circulante Operacional

O Ativo Circulante Operacional são os valores dos direitos da empresa, como clientes, adiantamentos a fornecedores, despesas antecipadas, etc.

Já o Passivo Circulante Operacional trata das obrigações da empresa como salários a pagar, ICMS, duplicatas, etc.

Esse cálculo mostra o quanto de caixa disponível a empresa tem e quanto de capital de giro deverá investir para liquidar suas obrigações. 

O resultado de NCG (Necessidade de Capital de Giro) negativo mostra também que a empresa não está se planejando da forma correta e precisa rever sua estrutura financeira. Ocorrências fora da normalidade, como grandes crises ou mesmo a pandemia atual do coronavírus que estamos vivendo também são fatores que desequilibram as finanças e predispõem as empresas a um NCG negativo.

O que fazer após identificar a Necessidade de Capital de Giro?

Estimar quanto sua empresa precisa

Saiba exatamente que valor a sua empresa precisa para equilibrar as finanças e quanto ela poderá desembolsar mensalmente para pagar um empréstimo, por exemplo.

Buscar opções de empréstimo

Vale procurar por empréstimo com familiares e amigos, para tentar se livrar dos altos juros cobrados pelas instituições financeiras. Não sendo possível, você vai ter que se render a elas. Procure bem, pesquise e encontre a opção mais atrativa.

Retomar o controle das finanças

Refaça o planejamento financeiro de sua empresa e repense determinadas questões. Adicione fatores de crise ao seus cálculos e sempre procure ter um capital de giro com uma margem de erro para mais. 

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!