Banco digital: entenda os serviços financeiros online

Por Redação Azulis

Banco digital oferece serviços financeiros que vão além da conta. Conheça e saiba qual o melhor banco para você.

O banco digital veio para mudar uma realidade há muito conhecida quando o assunto são serviços financeiros.

Todos que têm conta em uma instituição tradicional sabem como a coisa funciona: taxas para movimentar dinheiro, de manutenção de conta e até para investir. 

Isso muda quando a agência só existe no ambiente online, em sites e aplicativos.

Ali, as finanças são tratadas de forma diferente, sem burocracia, com praticidade e a custo zero.

Se você é daquelas pessoas que fazem muitas transferências por mês, sabe bem do que estamos falando, ainda mais se é o responsável direto por esse tipo de movimentação.

Caso não seja, faça um exercício e coloque na ponta do lápis (ou da planilha). Você se surpreenderá com o quanto gasta em um ano.

A solução para isso está no meio eletrônico, no qual é possível abrir uma conta bancária com os mesmos serviços de um banco comum.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o banco digital? Então, avance na leitura!

O que é um banco digital?

Inicialmente, cabe estabelecer as diferenças entre os serviços de internet banking e o banco digital.

O Itaú bankline, por exemplo, é o braço eletrônico do conhecido banco brasileiro.

Não deve ser confundido com um banco digital, já que, nessa versão online do Itaú, continuam a ser cobradas as mesmas taxas de transações realizadas em caixas.

O banco digital, portanto, é aquele que nasce e se estabelece totalmente na internet.

Não tente encontrar uma agência física de um deles porque dificilmente encontrará, ainda que elas possam existir em determinados casos  – que são exceção.

Sendo assim, é uma instituição financeira que não oferece serviços físicos. Sua plataforma é, desde sempre, eletrônica.

Pode até não parecer tão seguro, mas essa impressão se desfaz facilmente quando observamos com mais atenção suas características.

Em primeiro lugar, a lei, que ampara esse tipo de empresa financeira. Elas são reguladas pela Resolução nº 4.630/18, do Banco Central do Brasil.

Sendo assim, suas atividades são monitoradas e passíveis de fiscalização, caso não estejam em conformidade.

Como um banco digital funciona?

Abrir uma conta em um banco convencional pode ser uma verdadeira luta, não é mesmo?

Em primeiro lugar, as filas intermináveis que consomem tempo, esse bem tão escasso e que jamais se recupera quando perdido.

Em seguida, é preciso apresentar uma série de documentos e uma série de cópias de cada um deles. Esqueça uma delas e ganhe de brinde mais uma sessão de fila.

No banco digital, nada disso acontece. Saem as dolorosas filas e entra o acesso à internet ou via aplicativo.

O envio de documentos, por sua vez, é totalmente digital, assim como todo o processo de análise e de aprovação.

E se, nos bancos comuns, a espera por uma resposta pode demorar dias (ou nem ser dada, como acontece em alguns casos), no banco digital, tudo se resolve em 24 horas ou menos.

Até a sua assinatura é coletada eletronicamente, bastando assinar um papel e enviar a foto dela pela plataforma de adesão.

É uma nova e muito bem-vinda realidade para quem até então passou por poucas e boas nas mãos dos burocráticos e insensíveis bancos tradicionais, concorda?

Serviços de um banco digital

Vê tudo isso com desconfiança e pensa desta forma?

“Isso é bom demais para ser verdade. Um banco digital não pode fazer as mesmas coisas que um banco comum.”

Hora de rever os conceitos, dúvidas e preocupações.

Nesse caso, é bom demais e é verdade, de fato. Todos os serviços que um banco comum oferece estão presentes em um ambiente na internet.

Como você acaba de ver, esses bancos são regulados por lei, por isso, não há nada que os impeça de realizar os seguintes serviços financeiros:

Considere, por exemplo, o valor da Transferência Eletrônica Disponível (TED), que hoje está tabelada pelo BCB em R$ 10,45.

Imagine que você, todo mês, faz pelo menos 5 delas.

Com uma conta digital, você economizaria R$ 52,25 mensais só se livrando dessa tarifa.

Por ano, a economia chega a R$ 627,00.

Em cinco anos, você deixa de gastar R$ 3.135,00 e por aí vai.

Então, parece bom para você ou não?

Vale a pena ter uma conta digital?

Fica até difícil apontar desvantagens dos bancos digitais, considerando suas características. 

No entanto, elas existem e estão relacionadas neste tópico para você ter uma visão mais clara sobre esse tipo de serviço financeiro.

  • Prós:

  • Sem taxas, tudo sem custos
  • Nada de filas e longas esperas
  • Abertura de conta 100% online
  • Serviços mais ágeis
  • Zero burocracia.
  • Contras:

  • Tarifas salgadas caso seja necessário usar agência física
  • Alguns apps apresentam bugs e falhas na hora do cadastro.

Qual o melhor banco digital?

A Azulis aponta para você algumas das opções em bancos digitais nos quais você pode abrir conta agora mesmo

Confira!

Está agora em suas mãos iniciar ou não uma relação com um banco digital.

Pelo que foi exposto, fica difícil não aderir, mas é claro que cabe a você tomar a decisão final.

Dicas como essas que você acaba de ver estão sempre aqui, no blog Vida de Dono

A Azulis é sua parceira e quer ajudar os brasileiros a se manterem bem informados sobre finanças pessoas e empresariais. 

Continue com a gente. Você só tem a ganhar!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!