CSC: o que é e como gerar o código da empresa?

Por Redação Azulis

Entenda o que é o Código de Segurança do Contribuinte e qual a sua importância para a emissão da NFC-e

O Código de Segurança do Contribuinte (CSC) é item obrigatório na hora de emitir uma nota fiscal eletrônica, e pode ser adquirido diretamente no site da SEFAZ de cada estado. Se você ainda tem dúvidas sobre como solicitar ou encontrar o seu, confira as dicas que separamos neste artigo!

O que é CSC?

O CSC é um código de segurança alfanumérico, que garante a autenticidade do DANFE e a segurança do documento emitido pela internet. Esse código é de conhecimento apenas da SEFAZ de cada estado e do contribuinte.

Ele também serve para gerar um QR Code, que precisa ser informado no programa emissor da nota, na hora da emissão.

Como saber o CSC da empresa?

Caso você não saiba se a sua empresa já possui um Código de Segurança do Contribuinte, basta acessar o site da SEFAZ do seu estado e seguir os passos informados. Cada estado possui uma forma de acesso, e, como exemplo, usaremos o de Góias:

  1. Acesse o site www.nfce-go-gov.br;
  2. No menu “Empresário”, selecione a opção “Geração do Código de Segurança do Contribuinte – CSC”;
  3. Escolha o ambiente;
  4. Selecione o certificado da empresa;
  5. Confira os certificados válidos e revogados pela empresa.

Como gerar CSC em cada estado?

Para saber como gerar o CSC da sua empresa, é necessário acessar o site da SEFAZ do seu estado e verificar como ele pode ser gerado. Os procedimentos são diferentes em cada região, podendo ser presencial ou online.

Confira os links da SEFAZ de cada estado:

Emitindo uma NFC-e

Após entender como gerar CSC, sua empresa estará autorizada a emitir uma Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica. Confira quais são os requisitos para começar a emissão:

  • Computador, smartphone ou tablet que tenham acesso à internet;
  • Impressora para a emissão da nota;
  • Software emissor de NFC-e;
  • Certificado digital de pessoa jurídica (se a empresa já emite NT-e é possível utilizar o mesmo certificado);
  • Inscrição Estadual em dia;
  • Estar credenciado e autorizado pela SEFAZ do estado para emitir um novo documento.

Com todos esses requisitos em dia, basta a empresa preencher os dados da nota, e o software envia as informações diretamente à SEFAZ, que imediatamente responde e autoriza a emissão da nota.

Quer mais conteúdos sobre emissão de notas fiscais, quais as obrigações fiscais de uma empresa e como manter o seu negócio sempre saudável? Acesse aqui nossos artigos!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!