Gestão de crise empresarial: o que é e como fazer?

Por Redação Azulis

A pandemia do coronavírus está afetando seu negócio? Confira aqui a diferença entre conflito e crise e saiba como fazer uma gestão de crise para superar este período!

Embora o ideal seja a antecipação de momentos de crise, nem sempre é possível determinar quando vem um período como este. Por isso, para que um negócio supere situações difíceis, são necessárias algumas estratégias e uma boa gestão de crise.

Em momentos de pandemia, como na intensificação da Covid-19, o novo coronavírus, empresas começam a ser impactadas em várias áreas, sendo a organização uma delas. E são ocasiões com essa gravidade que despertam a atenção para a importância de uma gestão de crise empresarial. 

Não sabe como isto funciona? A gente explica! Leia o texto completo e saiba como fazer uma gestão de crise para sua empresa superar este e outros momentos.

Gestão de crise: conflitos vs crise

Será que todo conflito é uma crise? 

É fato que toda crise é, certamente, mais do que um conflito. Então, nesse sentido, crise e conflito não são a mesma coisa. No setor empresarial, portanto, é necessário saber identificar uma crise e diferenciá-la de conflitos. 

Em conhecimento popular, a crise é considerada um momento ruim, uma fase que se agrava de forma súbita ou que passa por um período de evolução rápida. 

O conflito, no entanto, é visto como uma oposição de interesses, em um sentido de disputa quando há ideias contrárias, podendo gerar até mesmo sérios desentendimentos e desordem.

Ou seja, o conceito de crise é gerido sob índice de mudança brusca no desenvolvimento de um período. Nesse sentido, enquanto o conflito se manifesta por fatores mais internos, a crise, embora não seja regra, muitas das vezes se desenvolve por questões exteriores.

Em espaços de trabalho, é bastante comum que conflitos aconteçam quando, por exemplo, há divergência de opiniões e ideias. 

Os conflitos, no entanto, caso não sejam bem gerenciados e resolvidos, podem vir a gerar um problema bem maior, o que pode afetar a reputação da empresa ou até mesmo provocar uma crise de conflito de interesse.

Exemplos de conflito e crise

Um exemplo de conflito pode ser analisado quando um sócio discorda de uma abordagem estratégica para a empresa e propõe outra, e com isso também há oposição da outra parte.

Já em relação à crise, o exemplo mais atual que se pode citar é o da saúde pública que acontece justamente neste momento: a pandemia da Covid-19, o novo coronavírus. 

Embora não seja diretamente do setor econômico, é uma situação de risco que atinge vários segmentos, não só a saúde pública, mas também a própria economia do país e suas relações internacionais, gerando, claro, impactos nas empresas em geral.

O que é gestão de crise?

Considerando que uma crise chega de repente, embora possa emitir sinais de alerta, as empresas são surpreendidas com a situação inesperada. Mas quando há um bom gerenciamento é possível superar o momento.

A gestão de crise, portanto, é justamente a ação que permite o gerenciamento da crise, ou seja, é um plano com o objetivo de tentar diminuir os impactos negativos daquele imprevisto. 

É importante salientar que a gestão de crise não deve ser planejada no momento em que a crise acontece, mas antes disso, justamente para planejar ações que previnam os impactos e, dessa forma, anteceder os problemas que possam surgir. 

Resumindo, a gestão de crise é um planejamento com uma série de medidas e etapas que podem/devem ser executadas durante um momento de crise. Estas etapas precisam gerir operações comerciais, financeiras e organizacionais, além da gestão de pessoal.

E qual é a importância da gestão de crise? Superar problemas, evitar danos, diminuir impactos financeiros e operacionais, manter o funcionamento da empresa (mesmo em períodos difíceis) e, por fim, não perder seus rendimentos e a rentabilidade do negócio.

Como fazer uma gestão de crise?

Antes de tudo, sempre leve em consideração o plano de negócios da sua empresa, principalmente em momentos de crise como este. Afinal, ele é quem vai delimitar o objetivo do seu empreendimento. 

Não sabe o que é um plano de negócios e ainda não criou o seu? A gente ajuda! Assista ao vídeo que produzimos sobre isso:

Dito isto, confira abaixo algumas dicas importantes para planejar ações e implementar uma gestão de crise agora mesmo!

  • Avaliação empresarial

O primeiro passo é avaliar a situação da sua empresa. Reavalie os pontos fortes e, principalmente, os pontos fracos. 

Entenda como andam a situação financeira, as questões operacionais e a gestão de pessoal. Priorize encontrar os problemas e listar o que pode prejudicar a produção da empresa em meio à crise. 

Dessa forma, você encontrará o que merece maior atenção e o que pode gerar mais riscos no período vivenciado.

  • Organização

Falando em gestão de pessoal, neste momento é crucial que o seu pessoal esteja organizado e até mesmo realocado. Inclua funcionários em setores específicos para que nenhum departamento seja afetado sem aviso prévio e monitoramento. 

Outra medida que pode ser tomada perante crises mundiais de saúde como a da Covid-19, por exemplo, é adotar o trabalho remoto ou as férias coletivas.

  • Redução de custos

Evidentemente, quando se fala em crise, outra precaução é com o financeiro. Em meio a uma crise mundial como a do novo coronavírus, é ideal que a empresa reduza custos desnecessários. 

Neste momento, portanto, reavalie as receitas e saídas. Considere reduzir os custos não essenciais para a sobrevivência da empresa. 

Um ponto importante é a renegociação de dívidas. Se esse for o caso do seu empreendimento, vale a pena analisar a possibilidade.

  • Imagem da marca

Manter a imagem da empresa é ideal em qualquer momento, mas, em meio a uma crise, não há dúvidas de sua necessidade. 

Por isso, neste caso é importante monitorar notícias para não haver disseminação de declarações falsas, além de manter seu público-alvo informado. 

É importante também que sua empresa ouça os consumidores e entenda quais são suas necessidades no momento. 

Por exemplo, em meio ao surto do novo coronavírus, pode ser considerado projetar melhor os e-mails e publicações para que sejam atuais e coerentes com o momento e, dessa forma, seja possível manter a boa imagem da empresa por meio de boas práticas de conscientização.

  • Atendimento ao cliente

Claro que manter um bom atendimento ao cliente também é essencial. Em períodos de crise é importante providenciar novas estratégias e inovar quando o assunto é atendimento ao público.

A tecnologia está aí para isso, assim como, mais especificamente, as redes sociais. Vale a pena pensar em abordagens e formas de manter uma boa relação com o público por meio de um atendimento preciso.

  • Comunicação

Por último, mas não menos importante, mantenha uma boa comunicação com os times internos e externos, ou seja, com seus funcionários, parceiros e sócios. 

O ideal é que nestes momentos haja a colaboração de todos. Portanto, evitar conflitos e prover esclarecimentos é muito importante para que a comunicação seja clara, concisa e sem dificuldades.

E então, conseguimos ajudar você a entender como funciona uma gestão de crise? 

Saiba que a Azulis está sempre focada em produzir os melhores conteúdos para o seu negócio. Já conferiu o portal Vida de Dono? Clique e conheça as melhores dicas e histórias relacionadas ao empreendedorismo!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!