Pitch: saiba o que é, para que serve e como preparar o seu

Por Redação Azulis

Atraia investidores, clientes e fornecedores em poucos minutos

O mercado das startups é crescente e bastante competitivo e geralmente requer apoio de incubadoras, aceleradoras de negócios, investidores-anjo, venture capital e outras formas de investimento. Para entrar nesse mundo e apresentar o seu negócio da melhor forma a esses possíveis apoiadores, você precisa se familiarizar com algumas ferramentas, e uma das mais importantes é o pitch, que você irá conhecer a seguir.

O que é um pitch?

O pitch é uma apresentação resumida de um produto ou negócio. A intenção é vender a ideia para apoiadores, sejam eles investidores, clientes, sócios ou parceiros. A apresentação é feita de forma oral e dura cerca de três a cinco minutos na maioria das vezes. Ou seja, é necessário impressionar em pouquíssimo tempo.

A origem da palavra vem da expressão em inglês “elevator pitch”, que pode ser traduzida como “discurso de elevador”. Trata-se daquele papo rápido que as pessoas têm em um elevador, e demarca exatamente o tempo de uma apresentação para impressionar, ou seja, pouquíssimo.

Para que serve e como funciona o pitch?

Assim, o pitch serve para que você conquiste investidores ao seu negócio e por isso ele precisa ser o mais interessante possível, agregando o máximo de informações visuais, como sua logomarca, seu protótipo de produto etc.

Isso porque os investidores geralmente estão ali ouvindo vários pitches e decidindo em quais negócios investir, e não têm tempo a perder. Um exemplo bastante ilustrativo é o programa “Shark Tank”, da Sony.

Como criar e apresentar um pitch campeão?

Planejamento

Estruture seu pitch com antecedência, com base em seu objetivo. Você quer atrair clientes? Investidores? Aumentar o conhecimento sobre a sua marca? Com base na sua meta, você irá focar em determinadas questões do seu negócio.

Público-alvo

É preciso conhecer o seu público-alvo, que nesse caso serão os espectadores de sua apresentação, determinando assim o tipo de linguagem que você vai usar, a quantidade de recursos visuais, sua gesticulação, entre outros quesitos.

Objetividade

É claro que, com um tempo tão curto de apresentação, o pitch precisa ser o mais claro e objetivo possível. Fique longe das palavras difíceis e dos dados mais complexos. Foque na realidade mais palpável para os investidores. Simplifique.

Problema e solução

Não se esqueça de explicar o problema e a solução trazida por seu produto ou serviço. Os investidores precisam saber o porquê da existência de seu negócio.

Concorrência

Fale dos seus concorrentes e como você pretende driblá-los, trazendo um ponto bastante importante para a sua apresentação: o seu diferencial.

Projeção financeira

Os investidores querem saber qual é o potencial de crescimento de sua empresa. Portanto, no pitch você precisa abordar a sua projeção financeira, citando custos e potencial de arrecadação.

E lembre-se: o pitch é a primeira impressão de sua empresa. E, como todos sabem, a primeira impressão é a que fica! Capriche!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!