Work From Home: como funciona o trabalho a partir de casa

Por Redação Azulis

Conheça o conceito WFH, entenda o que diz a legislação sobre esse tipo de trabalho e quais cuidados empresas e colaboradores devem ter

Colocar em prática os planos de trabalhar em casa, mas sem necessariamente deixar o emprego e ter que se tornar um autônomo ou empreendedor, é uma realidade cada vez mais frequente. Esse tipo de relação entre colaborador e empresa é o chamado “work from home” (WFH) ou, em português, “teletrabalho”. 

As facilidades de acesso à internet favorecem esse tipo de trabalho e, mais recentemente, a pandemia do novo coronavírus, que obrigou as pessoas a ficarem em casa por causa do isolamento social também acentuou o WFH. Segundo uma projeção da Fundação Getúlio Vargas, após o surto da doença o trabalho remoto deve crescer 30% no Brasil. 

Trabalhar de casa traz vários desafios, tanto para o profissional quanto para a empresa que pretende adotar esse formato. Por isso é importante que ambos estejam preparados. 

O que é Work From Home (WFH)

Work From Home (WFH) traduzido de maneira literal significa “trabalho de casa”. A sigla WFH é utilizada usualmente por colaboradores em aplicativos de troca de mensagens instantâneas da empresa, como Slack ou Skype, para informar que não estão presencialmente no escritório.  

O Work From Home é previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no Brasil, onde é conceituado como teletrabalho. Segundo a legislação, ele se trata de “prestação de serviços preponderantemente fora das dependências do empregador, com a utilização de tecnologias de informação e de comunicação”. 

Para o WFH geralmente é necessário apenas um computador com acesso à internet. A presença eventual do colaborador em reuniões ou atividades no escritório não descaracteriza esse tipo de trabalho.  

Com a pandemia, o Work From Home deixou ser uma característica típica de empresas de tecnologia (área em que esse modelo é bastante comum), e muitas corporações se viram obrigadas a adotar essa forma de trabalho para evitar que suas atividades ficassem completamente paradas. 

Como funciona o Work From Home

De acordo com a lei brasileira, o teletrabalho deve constar no contrato individual do colaborador, assim como também estão definidas as atividades que serão realizadas por ele.

A legislação ainda explica que a responsabilidade pelas condições para a realização das tarefas, como aquisição e manutenção de infraestrutura necessária ou reembolso de despesas arcadas pelo empregado (como luz ou internet), também devem ser previstas no contrato.

Na prática, na maioria das vezes no Work From Home os funcionários usam seus próprios computadores e equipamentos. Isso pode representar uma redução de custos para a empresa mas também um risco, já que o colaborador irá acessar documentos, muitas vezes confidenciais, e às vezes sem a proteção necessária. 

Dessa forma, mesmo que os integrantes da equipe utilizem seus próprios equipamentos, é importante que a companhia se preocupe em fornecer uma infraestrutura básica como antivírus e sistemas de proteção para o acesso de informações e documentos que sejam sensíveis para o negócio. 

Durante a pandemia do coronavírus, as empresas podem solicitar que o colaborador trabalhe de casa, mesmo que isso não esteja previsto em contrato.

Nesse caso, em relação à infraestrutura, o empregador deve fornecer o que for necessário, caso o colaborador não possua as condições necessárias para fazer suas atividades em casa. Essas são determinações da Medida Provisória 927, editada pelo governo federal. 

Cuidados para o WFH funcionar

A comunicação entre a equipe e a produtividade dos colaboradores são duas grandes preocupações para empresas que pretendem adotar o Work From Home. Mas com alguns cuidados é perfeitamente possível que o WFH funcione bem para a corporação e para os funcionários, numa relação de ganha-ganha.  

Para garantir uma comunicação eficiente, é essencial que a empresa ofereça ferramentas para troca de mensagens e videoconferência, como Slack, Skype ou Google Meet. Os gestores das equipes, por sua vez, devem manter reuniões periódicas de acompanhamento do trabalho, tanto individuais quanto em grupo. Manter contato com vídeo é uma forma de estimular a proximidade mesmo com o distanciamento físico. 

Com relação à produtividade, estudos apontam que trabalhar de casa pode melhorar a entrega e o rendimento dos colaboradores. A maior liberdade e o conforto por estar em casa fazem com que as pessoas se sintam mais motivadas e até fiquem menos doentes. 

Para garantir a produtividade, a empresa deve tomar o cuidado de fazer um controle de jornada (existem tecnologias de registro de ponto), mas mantendo certa flexibilidade para não acabar com a liberdade e o conforto de trabalhar de casa. Outra ação importante para a produtividade é deixar as tarefas e seus respectivos prazos bem claros e estabelecer uma relação de confiança. 

Se você trabalha dessa forma e quer ver mais dicas de produtividade para trabalhar de casa, confira também nossos posts: “Trabalhar em casa: o que fazer para lucrar e ser produtivo” e “Home office: dicas para trabalhar em casa e ser produtivo”. 

Diferenças do Work From Home para o home office

Work From Home e home office são conceitos que possuem semelhanças, mas não são iguais. Tanto em um quanto em outro, as atividades exercidas estão relacionadas à tecnologia. Quem trabalha em home office necessariamente faz WFH, mas o inverso não é verdadeiro. 

A diferença principal entre os dois conceitos é que no Work From Home a pessoa trabalha para uma empresa e, no home office, ela tanto pode ser funcionária, quanto pode atuar como autônoma/freelancer ou empreendedora. 

Além disso, o WHF, entendido como sinônimo de teletrabalho, deve ser uma atividade feita em casa de maneira periódica.

Já o home office pode ser uma prática frequente do colaborador ou de quem trabalhar por conta, mas também pode ser um benefício oferecido pela empresa em situações excepcionais, como quando a pessoa estiver doente. 

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!