Capital humano: qual sua importância para uma empresa?

Por Redação Azulis

Descubra agora mesmo como a gestão do capital humano pode ser uma forte aliada para o seu negócio e o que acontece com empresas que não investem nisso. Confira!

O conjunto de competências que cada colaborador adquire ao longo de sua  carreira gera valor para as empresas. Aliado a isso, a gestão deste capital humano pode determinar o sucesso ou o fracasso de uma organização. 

Tornar o ambiente propício para que as pessoas possam se desenvolver e ter alta performance é investir no capital humano, o que para grande parte das organizações é tão importante quanto os recursos financeiros. Confira a seguir mais detalhes sobre o assunto!

O desenvolvimento do capital humano como diferencial competitivo

As habilidades profissionais são essenciais para que os negócios tenham suas metas e objetivos concretizados. Partindo deste pressuposto, o conceito de capital humano tem sido cada vez mais explorado e vem ganhando uma atenção especial.

Estudos buscaram entender a relação entre competências, que são o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes dos colaboradores, e o crescimento econômico das organizações.

Como resultado, ficou ainda mais claro que investir no capital humano é um diferencial competitivo em relação às concorrentes que não se importam com esse tema. 

Isso porque a empresa passa a contar com equipes mais produtivas e engajadas, que alcançam as metas com muito mais facilidade.  

Funcionários melhor preparados estão mais aptos, por exemplo, a tomarem decisões que vão influenciar diretamente no sucesso e na lucratividade da empresa, com grande possibilidade de aumento dos ganhos.

O que acontece com empresas que não investem em capital humano?

Um fator importante a ser levado em consideração sobre as empresas que não investem em capital humano é que elas têm muita dificuldade na retenção de talentos. 

Pessoas com alto potencial, porém sem investimento, acabam buscando outro lugar para trabalhar em que possam se desenvolver plenamente.

Outra questão a ser levada em consideração é o clima organizacional. Investir no capital humano é preparar as pessoas para lidar com os desafios e colaborar para um bem maior, o que impacta diretamente nesse ponto. 

Empresas que não investem no capital humano acabam propiciando um clima sem sinergia, em que alta pressão e muito estresse acabam desgastando a equipe.

Além disso, se profissionais produzem colocando em prática o que têm de conhecimento e, assim, geram inovação, empreendedorismo e boa reputação para os negócios, empresas que não investem nesse potencial, em suma, não crescem, não inovam e não prosperam.

Como fazer a gestão do capital humano na empresa?

Como dissemos, investir em pessoas reflete diretamente nos resultados da empresa. Entretanto, é preciso que a gestão do capital humano seja feita de forma correta para que o sucesso seja sustentável.

Uma gestão de qualidade permite que os colaboradores tenham suas potencialidades bem exploradas e apresentem alta performance. Por isso, engloba aspectos que vão desde a contratação até o treinamento dos profissionais.

É possível listar quatro principais:

  1. Contratar a pessoa certa para o lugar certo: encontrar pessoas alinhadas com a cultura da empresa e com as competências necessárias para desempenhar o cargo.
  2. Definir um plano de carreira: saber até onde é possível chegar com uma boa performance pode aumentar o engajamento e a produtividade.
  3. Traçar metas e objetivos: conhecer as metas a serem alcançadas vai fazer com que os colaboradores estejam sempre alinhados com as estratégias da empresa e orientados para resultados.
  4. Desenvolver as competências e estender o conhecimento: todas as pessoas possuem aspectos a serem aprimorados. Por outro lado, o que já está desenvolvido precisa ser expandido para que a gestão do conhecimento seja perpetuada e as estratégias da empresa estejam sempre em foco.

Para uma gestão adequada do capital humano, é preciso que se conheça tanto o perfil dos profissionais quanto as habilidades que estão sendo exigidas para determinada vaga ou projeto. Também é necessário monitorar a performance desta gestão e os resultados alcançados periodicamente. 

Quanto melhor orientada é uma equipe, maior é a produtividade e menores são as chances de erros. Como consequência, o engajamento e a motivação aumentam, assim como é possível verificar uma melhoria também no clima organizacional.

É possível usar a tecnologia a favor?

A tecnologia pode ser uma forte aliada para o desenvolvimento e para a gestão do capital humano nas empresas.

Alguns softwares já apresentam ferramentas que são capazes de mensurar o desempenho das equipes, por meio das competências definidas, cruzando dados importantes para as tomadas de decisão.

Além disso, alguns processos operacionais podem ser realizados por meio de ferramentas tecnológicas, fazendo com que as pessoas tenham mais tempo para explorar suas capacidades intelectuais e percam menos oportunidades presas em burocracias.

Dessa forma, a automação ou mecanização de processos é uma maneira de valorizar e investir no capital humano. E para o desenvolvimento dos profissionais, apostar em soluções digitais pode trazer benefícios.

Plataformas digitais com cursos e capacitações podem ser uma boa alternativa para alcançar o maior número de pessoas, além de treiná-las com pouco investimento ou baixo custo.

Investir nessas plataformas é, de certa forma, investir na gestão do conhecimento que, como apontado anteriormente, é essencial para uma boa gestão do capital humano de uma empresa.

Pessoas motivadas, em ambientes que proporcionam aprendizagem e com ferramentas que facilitem suas tarefas para que elas possam exercer da melhor forma possível seu papel, contribuem imensamente para a valorização do capital humano em uma organização.

Quer saber mais sobre como motivar os funcionários? Acesse nosso artigo sobre o tema e confira!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!