Controle de caixa: o que é, para que serve e por que fazer

Por Redação Azulis

Entenda qual a importância do controle de caixa do seu negócio. Clique no link e veja os passos para colocar em prática.

Ter o controle das finanças de um negócio é uma questão extremamente importante para o seu sucesso. Dessa forma, é possível saber exatamente a posição financeira de uma empresa e planejar ações futuras para crescer. E o controle de caixa está entre as atividades diárias para manter a saúde das finanças de uma organização.

O que é controle de caixa

O controle de caixa é o monitoramento das entradas e saídas de dinheiro de um negócio. É também conhecido como fluxo de caixa, e faz parte das rotinas financeiras de empresas de todos os portes e segmentos.

Essa ação permite que o empresário e contadores saibam exatamente de onde vem o dinheiro, para onde ele vai e quanto permanece em caixa, garantindo a projeção de faturamento e despesas de uma empresa. 

Para que serve o controle de caixa

O controle de caixa serve para que o empresário acompanhe o faturamento real da empresa, comparando-o ao faturamento ideal para o pagamento de todas as despesas e ganho de lucros.

Assim, o empreendedor consegue planejar uma nova abordagem para cobrir a falta de dinheiro futura. Mantendo esse controle de caixa de forma diária, há uma maior probabilidade de manter o negócio saudável sem o risco de precisar recorrer a empréstimos a juros altos.

Como fazer o controle de caixa

Montar uma planilha

Existem duas formas para se estruturar um controle de caixa. A primeira é por meio de um software financeiro, já com espaço para os lançamentos.

A segunda é por meio de uma planilha, que pode ser feita no Excel ou mesmo à mão, mas que não deve deixar de ser preenchida:

As informações básicas que essa planilha deve conter são:

  • Saldo do período anterior;
  • saldo atual;
  • descrição da movimentação de entrada;
  • descrição da movimentação de saída;
  • receita (valor das entradas);
  • despesa (valor das saídas);
  • movimento (total de entrada ou saída de cada movimentação).

Categorizar suas despesas

É preciso analisar todas as despesas, separando-as por categorias: fornecedores, funcionários, contas da empresa. Assim, você vai saber quanto de dinheiro está indo para cada uma dessas áreas.

Categorizar seus ganhos

Da mesma forma, é necessário categorizar todos os seus ganhos, como pagamentos à vista, pagamentos a prazo, investimentos etc.

Escolher um período

Você deve escolher de quanto em quanto tempo esse controle de caixa será feito: diariamente, semanalmente, mensalmente? Lembre-se: quanto maior o período de tempo escolhido, menor o controle e, dessa forma, o ideal é realizar o controle de caixa diariamente.

Registrar o que ainda falta receber

É importante listar os valores a receber futuramente, além dos prováveis juros que serão gerados. Isso ajuda a prever os recursos que estarão disponíveis para pagar contas futuras.

Execute essas ações e você terá um controle de caixa efetivo, melhorando a saúde financeira da sua empresa. Para acompanhar mais conteúdos como este, não deixe de conferir nosso blog!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!