Como a gestão de estoque pode ajudar o seu negócio?

Por Redação Azulis

Conhecer sobre gestão de estoque pode ajudar você a lidar melhor com as quantidades de produtos e materiais do seu negócio. Veja dicas sobre como fazer

gestao-estoque

Lidar com quantidades de produtos e materiais e organizá-los diariamente são tarefas árduas mas necessárias para os empreendedores. Por isso, o conhecimento sobre a gestão de estoque pode contribuir para diminuir os problemas com essa tarefa.

O estoque é essencial para o funcionamento de uma empresa. Um estoque bem gerido evita a falta de um produto para o consumidor. Quando a estocagem é mal administrada, os produtos se esgotam e uma venda pode ser perdida. Quando esse problema se repete, a continuidade do empreendimento é colocada em risco.

Por outro lado, um estoque grande também é prejudicial. Além de perigos como deterioração, danos de materiais, roubos e perdas, deixar muitos produtos estocados levam à perda de dinheiro, afinal, o seu investimento não tem retorno.

Por isso, conhecer os principais métodos e as boas práticas da gestão de estoque são fundamentais para o desenvolvimento do seu negócio.

Importância do estoque para as empresas

A gestão de estoque é uma das principais práticas no mundo dos negócios. Essa tarefa indica como a empresa consegue controlar o número de materiais num determinado espaço – tanto físico quanto de tempo de uso.

Essa atividade também possibilita o entendimento das empresas sobre seus produtos e demandas, de forma a definir as necessidades de compra.

Saber quando o estoque deve ser reabastecido e o valor de compra é imprescindível para manter o funcionamento da empresa e não prejudicar o fluxo de caixa.

Por isso, se você é um pequeno empreendedor ou pretende se tornar um, é importante entender como funciona esse processo, a fim de obter sucesso e evitar problemas para o seu negócio.

Como a gestão de estoque pode ajudar o seu negócio?

Um estoque cheio não quer dizer que o comércio está indo bem. Na verdade, quer dizer que o investimento está parado.

Portanto, a gestão de estoque é um dos princípios fundamentais para garantir bom resultado para a empresa, pois evita tanto o excesso como a falta de um produto.

Porém, dependendo do que a empresa oferece, as demandas podem oscilar durante o ano, o que exige cuidados para ter um número seguro no estoque. A falta de produtos também é um prejuízo para o empreendedor.

Uma boa gestão de estoque deve ser pensada para todos os momentos, o que vai levar o empreendedor a negociar com os fornecedores. Sabendo qual é a sazonalidade do seu negócio, você consegue comprar quantidades maiores de produtos e obter um bom desconto.

 

Principais métodos para auxiliar na gestão de negócios

É preciso entender todas as tarefas, assim como os setores do empreendimento, para fazer as escolhas certas. Isso só acontece com uma excelente gestão de estoque. São muitos os recursos a serem utilizados para o controle do estoque. Alguns métodos conhecidos são UEPS, PEPS, Just in Time, Custo Médio e Curva ABC.

  • UEPS

Significa último a entrar, primeiro a sair; ou seja, o material que foi incorporado por último ao estoque deve ser o primeiro a ser colocado à venda. Esse método não é aconselhado para empresas que lidam com produtos perecíveis. Dessa forma, é preciso ficar atento para não perder produtos.

  • PEPS

É a sigla para primeiro a entrar, primeiro a sair. Esse processo parte da ideia de que os itens antigos devem ser os primeiros a serem colocados à venda. Esse recurso conduz à valorização do estoque pelo preço mais próximo do mercado.

  • Just in Time

Incentiva a diminuição dos custos. O tamanho do estoque é deixado no menor nível para suprir as demandas. Por isso, é necessário que a análise durante o processo deste método seja minuciosa.

  • O Custo Médio

Também conhecido como Média Ponderável Móvel, esse processo atualiza os preços do estoque toda vez que há entrada de novas mercadorias. É adequado para empresas cujos preços dos materiais não oscilam.

O Custo Médio e o PEPS são, inclusive, os métodos reconhecidos pelo Ministério da Fazenda para calcular o Imposto de Renda.

  • Curva ABC

Conta com três conceitos fundamentais para determinar a importância de deixar cada material no estoque. São eles o giro, o faturamento e a lucratividade.

Este método divide os itens em tipo A (produtos mais valiosos), tipo B (mercadoria de preço médio) e tipo C (mercadorias de menor valor para a empresa).

Práticas a serem seguidas por pequenas empresas

Controlar a estocagem não é uma tarefa fácil. Os benefícios que a gestão de estoque traz, no entanto, não podem ser ignorados, principalmente pelas pequenas empresas.

Por isso, listamos boas práticas que podem contribuir para que a empresa tenha mais eficiência e seja mais lucrativa:

  • Fazer um inventário: levantamento físico das mercadorias do estoque por intermédio de um inventário, ou seja, uma listagem completa de tudo o que está armazenado. É necessário separar os itens por tipo. Isso melhora o deslocamento dos produtos no estoque;
  • Sinalizar as informações relevantes: cada produto tem dados importantes que auxiliam na tomada de decisões. Essas informações são o número de referência, a fabricante, a localização, a data de validade, a categoria e o custo;
  • Organizar com apenas um sistema: é possível centralizar os dados, saber de todas as movimentações das mercadorias, controlar os níveis do estoque, reduzir erros e automatizar os procedimentos;
  • Ficar atento aos custos e às receitas: assim, você se concentra nas mercadorias que geram mais lucros e controla os descontos dados a um determinado produto;
  • Administrar mercadorias antigas: dificulta a perda de materiais e evita prejuízos. Observar itens com pouca movimentação também é uma forma de diminuir sua produção;
  • Controlar as vendas para não ficar sem produto: contribui para examinar as necessidades de compra e assegura que a empresa encomendou a quantidade ideal para uma determinada época.

Erros relacionados ao estoque

Conhecer alguns equívocos cometidos pelas empresas, no que diz respeito à administração de um estoque, ajuda a ter ciência do que precisa ser evitado.

Não abastecer o negócio continuamente com as mercadorias básicas, fazer acordos de descontos e prazos com fornecedores sem levar em conta reajustes, assim como atrasos, são exemplos de erros comuns.

Não pensar em estratégias de forma contínua é outro detalhe a ser corrigido. Nesse campo, é importante sempre observar o que pode ser feito antecipadamente.

O estoque deficiente ou com excesso de materiais, a dificuldade para lidar com as oscilações que acontecem em determinadas épocas do ano e a utilização de ferramentas ineficazes também são outros deslizes.

Não se engane: todos custam muito caro, seja em tempo ou em dinheiro.

Ajuda profissional

Ter um negócio no Brasil é complicado, porém há empresas que trabalham para auxiliar MEIs e PMEs e contribuem para que a jornada do empreendedor seja bem-sucedida.

A Azulis é uma plataforma digital que oferece soluções, ferramentas e conteúdos atualizados. O comparador de maquininhas de cartão encontra aquela que melhor se adequa ao seu tipo de negócio, além de ter descontos exclusivos.

O lembrete mensal de pagamento do imposto DAS, a solução de cobrança, que abrange sistema de geração de boleto bancário e de geração de link para cobranças pelo Whatsapp, são outros serviços oferecidos pela Azulis para simplificar a vida do MEI ou PME. Dessa forma, os pequenos empreendedores têm mais tempo para pensar nas vendas e no sucesso dos seus negócios.

 

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!