Fechamento de caixa: confira o passo a passo para fazê-lo!

Por Redação Azulis

Entenda o que é fechamento de caixa e por que é tão importante que esse processo seja realizado corretamente.

O fechamento de caixa é um processo rotineiro importante. Por meio dele, é possível conferir todas as entradas e saídas de dinheiro para ter certeza dos reais valores em caixa.

Você tem dúvidas sobre esse processo?

Neste post vamos mostrar um passo a passo sobre fechamento de caixa para você colocar em prática hoje mesmo.

O que é fechamento de caixa?

O fechamento de caixa é um processo administrativo organizacional que visa conferir as entradas e saúde ao final do expediente, de forma a assegurar que os valores coincidam com os registros do dia.

Ainda hoje, é comum que os responsáveis cometam erros durante o procedimento. Em vista disso, é fundamental que o gerente ou administrador encarregado do fechamento seja muito atencioso, afinal, é preciso controle minucioso das movimentações para ter certeza de que tudo está de acordo com as finanças do caixa.

Por que fazer o fechamento de caixa?

Na ausência de um controle rigoroso sobre o dinheiro que entra e que sai, o negócio pode ficar sujeito a riscos graves e desnecessários, sem que os gestores tenham visão clara e aporte para reverter os danos e combater as raízes do problema.

Dois péssimos hábitos que influenciam no desequilíbrio das contas dizem respeito, primeiramente, às retiradas não programadas, especialmente feitas para cobrir despesas pessoais. Aqui, há um prejuízo que pode aumentar se for ignorado pelos responsáveis.

Em segundo lugar, a cobrança equivocada, seja na hora de vender o produto ou no momento de devolver o troco ao cliente, podendo ocasionar perda de dinheiro, que só será percebida ao fechar o caixa.

Passo a passo sobre como realizar o fechamento de caixa

Preparamos alguns passos para você seguir e fazer o fechamento de caixa da sua empresa de forma tranquila.

1º passo: Abertura do caixa

Para dar início ao processo de fechamento de caixa, o responsável deve saber o saldo inicial de abertura, ou seja, quanto havia em caixa antes do expediente.

Esse dinheiro deve ser mantido para pequenas despesas que surgem durante o trabalho e também para ser utilizado no troco ao cliente. .

Quando esse valor é lançado automaticamente, é preciso conferir se o discriminado está de acordo com o disponível em caixa.

2º passo: Registro de entradas e saídas

Além de ter o saldo de abertura de caixa registrado, também é necessário fazer notas de todas as movimentações financeiras do dia, como pagamentos, recebimentos, vendas, devoluções, reforço de caixa (reposição de caixa quando falta troco ou quando há muitos pagamentos) e sangria de caixa (recolhimento do excesso de dinheiro e transferência para local seguro).

3º passo: Conferência de valores

Antes de finalizar o fechamento de caixa, é preciso conferir os valores de movimentações realizadas com os seguintes elementos:

  • Cheques (à vista ou pré-datados);
  • Dinheiro (notas e moedas);
  • Tickets;
  • Pagamentos diversos;
  • Comprovantes de cartões (crédito/débito).

4º passo: Finalização e fechamento de caixa

Para finalizar, é preciso somar tudo o que entrou (incluindo o saldo presente na abertura de caixa) e subtrair tudo o que saiu. O resultado deverá ser exatamente o mesmo do saldo existente no caixa.

Com esses passos você poderá ter um fechamento de caixa mais organizado e, assim, garantir mais tranquilidade na rotina da sua empresa.

Além disso, a Azulis também pode ajudar com soluções para empreendedores e diversos outros conteúdos importantes.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!