Equity Crowdfunding: O que é e como ajuda o empreendedor?

Por Redação Azulis

Entenda o que é equity crowdfunding e como levantar investimento através dele. Aprenda mais com a Azulis!

equity-crowdfunding-o-que-é

O Equity Crowdfunding é uma sistemática que visa arrecadar recursos financeiros com investidores para garantir que esses valores sejam aplicados em algum projeto de determinada organização empresarial. Além de possibilitar que um conjunto de pessoas ou empresas financiem determinado negócio, isso também possibilita que esses investidores tenham participações no percentual de capital do empreendimento. Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe esta leitura!

O que é Equity Crowdfunding?

O Equity Crowdfunding trata-se de uma ferramenta capaz de oferecer oportunidades inéditas de investimentos para empresas que estão em expansão ou de negócios que ainda nem existem formalmente e que só estão na mente dos empreendedores.

Essa estratégia permite que um grupo de investidores financie as atividades de uma empresa e, em contra partida, tenham participação em seu capital. O Equity Crowdfunding permite que essas pessoas forneçam fundos para melhorar o desenvolvimento da organização e, quando com o aumento dos lucros, ganham direito a uma parte desse montante, de acordo com o seu percentual de participação no capital.

É uma estratégia que pode ajudar muito um empreendedor no início da sua jornada. Afinal, nem sempre é possível obter todos os recursos necessários para tirar o negócio do papel e muitas pessoas que têm boas ideias acabam nunca colocando-as em prática, devido a dificuldade em angariar recursos, bem como, o preço que se paga por isso.

Essa portanto, é uma das primeiras vantagens do Equity Crowdfunding, porém, como tudo no mundo dos negócios, também existem alguns pontos que podem ser negativos e, nem sempre, são muito bem avaliados pelo empresário.

Fatores positivos

Um dos primeiros benefícios que o Equity Crowdfunding proporciona para um empreendedor é o simples fato de ser uma alternativa aos bancos que, geralmente, cobram juros altos para emprestar dinheiro e, até mesmo, uma opção ao invés de abrir o mercado na Bolsa de Valores, sendo essa, uma excelente estratégia, porém, que gera custos e trabalhos impossíveis de serem arcados por uma empresa pequena ou média no início de suas operações.

O Equity Crowdfunding é mais atrativo para os investidores, uma vez que, não existem intermediários na transação, como ocorre com a bolsa de valores em que deve haver a presença de uma corretora e, até mesmo, da própria B3. Além disso, os juros que são pagos aos bancos em empréstimos para empreendedores podem ser mais altos que a distribuição que deve ser feita ao investidor.

Sobre esse ponto, também há um outro grande benefício proporcionado pelo Equity Crowdfunding. No caso de empréstimos bancários, mesmo que exista um tempo de carência, chegará um momento em que o empresário deverá começar a pagar suas parcelas, independentemente de o negócio ter começado a gerar lucros ou não.

Isso pode ser um problema, pois, não há como estimar um tempo mínimo em que a empresa passará a gerar retornos financeiros suficientes para cobrir todas as suas despesas e, ainda, pagar as parcelas do financiamento.

Com o Equity Crowdfunding esse problema, simplesmente, não existe, tendo em vista que aquelas pessoas ou empresas que investiram no seu negócio passam a compor o quadro societário do empreendimento e receberão apenas os lucros dele, ou seja, não será necessário o pagamento de mensalidades ou prestações.

Outra grande vantagem proporcionada pelo Equity Crowdfunding é o valor do investimento. Na maioria dos casos esse aporte inicial pode ser de R$ 1.000,000. Isso pode ser mais interessante para o investidor, no entanto, para o empreendedor também pode ser considerado um ponto benéfico, tendo em vista que acaba atraindo mais pessoas interessadas nesse tipo de processo.

Fatores negativos

Apesar de ser um processo extremamente interessante para aqueles empreendedores que não têm como conseguir dinheiro para expandir seus negócios, o Equity Crowdfunding também tem alguns pontos negativos que você precisa conhecer antes de obter esses recursos.

O primeiro ponto é que os investidores se tornarão sócios da empresa, sendo assim, diferentemente dos empréstimos e financiamentos que têm data definida para acabarem, essa relação com o investidor pode durar por mais tempo.

Além disso, caso sua empresa gere um lucro consideravelmente superior ao valor que foi pego, tendo, inclusive, dinheiro suficiente para ter quitado um empréstimo bancário, ainda assim, você terá a obrigação de distribuir parte desses valores aos investidores que adquiriram partes da sua empresa.

SAIBA+AZULIS: Lucro líquido: margem, fórmula e como calcular

Como funciona o Equity Crowdfunding?

Agora que você entendeu o que é o Equity Crowdfunding, como ele pode ser benéfico, bem como, os pontos que merecem sua atenção, vamos mostrar como ele funciona e a forma de lançar esse tipo de possibilidade para o mercado.

Inicialmente, é preciso saber que isso não é um processo feito desordenado. Existem normas e mecanismos que devem ser obedecidos para que os investidores possam aplicar seu dinheiro no empreendimento por meio da metodologia Equity Crowdfunding.

Sendo assim, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é o órgão responsável por autorizar esses processos. Essa agência reguladora terá a responsabilidade pela divulgação da oferta e, seguinte captação de recursos para, enfim, repassá-los para a empresa. Vale a pena ressaltar que o Equity Crowdfunding só é permitido para as empresas que têm receita anual inferior a R$ 10.000,00.

Sendo assim, para realizar transações desse tipo, a CVM instaurou uma série de regras e determinações específicas. Assim, é possível reduzir os riscos financeiros do processo e garantir um ambiente com mais segurança jurídica para os dois lados da transação. Assim, para lançar um Equity Crowdfunding é preciso divulgar as seguintes informações:

  • riscos envolvidos no projeto;
  • informações contábeis e financeiras da empresa;
  • montante que se pretende captar;
  • condições de investimento;
  • tipo de captação;
  • percentual de participação que será oferecido aos investidores,
  • o prazo de encerramento da oferta.

Quais são as principais plataformas do Brasil para este tipo de operação?

Toda a movimentação do Equity Crowdfunding, desde o lançamento até o gerenciamento dos recursos após o aceite das ofertas por parte dos investidores é feito por plataformas. Essas ferramentas têm conquistado cada vez mais pessoas e potencializando ainda mais os resultados desses processos. Veja quais são as principais plataformas utilizadas para essa finalidade.

  • Kickstarter;
  • Catarse;
  • Kickante;
  • Benfeitoria;
  • StartMeUp;
  • Idea.me.

Empreender no Brasil é uma tarefa um tanto quanto desafiadora, sendo assim, podemos concluir que algumas estratégias como a de Equity Crowdfunding tornam-se extremamente atraentes para uma pessoa que deseja empreender ou encontrar recursos para potencializar o seu negócio.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!