O que é marca, como construir e registrar a sua

Por Redação Azulis

Entenda melhor como construir sua marca e a importância disso para a competição e o mercado

A marca é parte essencial da construção de qualquer negócio. Um exemplo disso é observar como um nome forte passa a fazer parte da vida das pessoas. Você pede um Danone e não um iogurte, não é verdade? Compra um Miojo e não um macarrão instantâneo. Procura por Gillette e não por uma lâmina de barbear. E, adivinhe só, até mesmo o popular Isopor é uma marca – registrada pela empresa Knauf e usada para se referir ao poliestireno expandido.

A partir desses exemplos, já fica claro qual a importância de uma marca pois quando somada a uma boa estratégia, ela fica viva na mente do consumidor. Ao longo deste artigo, vamos explicar o que é marca, como construir e registrar a sua. Acompanhe!

O que é marca?

Uma marca é uma representação simbólica, visível aos olhos, que torna possível a identificação e a distinção de produtos e serviços. Ela tem o objetivo de ser a vitrine do negócio, gerando identidade e fazendo com que ele fique conhecido junto aos consumidores. Em alguns casos, a empresa e sua marca se confundem, como é o caso de Coca-Cola, Apple e Facebook. 

A ideia da marca é estar sempre na lembrança das pessoas, de forma a torná-la única, mesmo se a sua solução for extremamente semelhante àquela oferecida por outras empresas. Aliás, uma mesma empresa pode ter várias marcas – e uma estratégia específica para cada uma delas. Tome como exemplo a P&G, que relaciona em seu site nada menos do que 60 marcas diferentes. Entre elas, a já citada Gillette, além das não menos conhecidas Pampers, Ariel, Oral-B e Pantene.

Agora que entendemos o que é marca, vamos compreender o conceito de marca registrada.

O que é marca registrada?

A marca registrada, como o nome indica, é um registro de propriedade. Acontece quando uma empresa cria uma marca e deseja garantir que nenhuma outra se pareça com ela, seja no formato, cores, tipografia ou slogan, por exemplo. Já pensou o que seria da Coca-Cola se concorrentes pudessem lançar no mercado refrigerantes com um nome quase idêntico, em uma latinha de cor vermelha e fazendo uso do mesmo tipo de letra? Ao registrar uma marca, ninguém pode usar o nome sem a autorização de quem a registrou.

Para fazer o registro, estes são os passos básicos:

  1. Para começar, é preciso consultar as marcas já registradas e verificar se a sua ideia de marca já não está ativa no mercado;
  2. Em seguida, definir o setor de sua marca, bem como conhecer e criar a apresentação dela;
  3. O terceiro passo é selecionar a natureza da marca;
  4. Por fim, verificar quais são as taxas necessárias para registrá-la.

No Brasil, o órgão responsável pelo registro de marca é o INPI, Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Você pode encaminhar o registro a partir do site ou, se preferir, contratar os serviços de empresas que intermediam o pedido e o acompanham junto ao INPI.

Quais os principais elementos da marca?

Acabamos de ver no tópico anterior o que é marca registrada. Quando esse processo é realizado, seu detentor pode proteger todos os elementos que a caracterizam. Conheça agora os principais.

Logotipo

O logotipo é a forma ou a tipologia utilizada para escrever o nome da marca. É necessário escolher uma fonte que guarde relação com o perfil da sua empresa, transmitindo a essência do negócio.

Símbolo

O símbolo é o desenho ou a imagem que representa a marca. Essa é uma escolha fundamental, pois o consumidor pode não se lembrar do nome da marca, mas se referir a ela por sua imagem. A Apple, por exemplo, tem como símbolo uma maçã mordida. Já a Lacoste utiliza um jacaré para representar a marca.

Mascote

O mascote é um personagem que representa a sua marca. Podemos citar o Assolino, da Assolan e os Minus, da Minuano, por exemplo. São criaturas extravagantes que possuem um aspecto lúdico, facilitando a identificação do público com a marca. Assim, o mascote tem por objetivo intensificar a relação do consumidor com a marca e fazer com que sua memorização seja mais rápida.

Embalagem

Quem nunca adquiriu um produto só porque foi atraído por sua embalagem? Esse aspecto, por si só, justifica a preocupação com a forma como a solução é entregue ao consumidor. Embalagens características, como a da lã de aço Bombril, também dão cara a uma marca.

Brand equity

O brand equity é o valor que a marca proporciona ao produto. Quando a marca possui um brand equity alto, o consumidor acaba investindo mais na sua aquisição. Isso acontece porque ele enxerga valor agregado no item e não se importa de pagar um pouco mais para ter um produto que, além de qualidade, proporcione satisfação e status. Logo, quanto mais conhecida e valorizada sua marca for, mais rentável ela se tornará. Um clássico exemplo é o do iPhone, uma marca mais que tradicional da Apple.

Qual a importância da marca para uma empresa?

Depois de descobrir o que é marca, não é difícil entender a importância dela para uma empresa, seu crescimento e sustentabilidade. Uma marca é capaz de estabelecer um diferencial de mercado e também gerar identidade ao produto ou serviço ofertado. Além disso, auxilia na atração de novos clientes, na fidelização dos antigos e na consolidação de uma imagem de valor junto ao público consumidor.

Por trás de uma marca forte, normalmente há um negócio de sucesso. Como vimos, é fundamental saber o que é marca e como registrá-la. Faça desse aprendizado o seu ponto de partida para posicionar sua empresa na mente e no coração do consumidor. Siga acompanhando os conteúdos da Azulis e conheça nossa plataforma para se inspirar e aprender como vender mais de forma fácil.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!