CNPJ negativado: é possível conseguir um empréstimo?

Por Maria Teresa Lazarini

cnpj-negativado-emprestimo

Assim como acontece com pessoas físicas, as contas também apertam para pessoas jurídicas – ou seja, as empresas. E, se as vendas forem baixas no mês, há grandes chances de o negócio ficar no vermelho. Situações difíceis como essa podem resultar na negativação do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), que é a inclusão do nome da empresa em um órgão de proteção de crédito, como o SPC, Serasa e Boa Vis. Com o nome do negócio sujo, fica mais difícil conseguir o empurrãozinho que as empresas tanto precisam nessa hora: um empréstimo.

Apesar de existirem grandes obstáculos para um CNPJ negativado solicitar crédito, ainda há jeitos de obter um empréstimo se a sua empresa está no vermelho. Entenda a seguir.  

O que é estar com o CNPJ sujo ou negativado?

Assim como pessoas físicas podem ficar com o CPF negativado, empresas também correm o risco de ter o CNPJ  sujo (negativado). A restrição financeira do CNPJ pode acontecer por diversas razões. Veja a seguir as mais comuns:

  • Atraso ou não pagamento de multas e impostos, como o DAS para o Microempreendedor Individual;
  • Não pagamento ou atraso de parcelas de empréstimos no nome da empresa;
  • Inadimplência com fornecedores.

A partir de ações como essas, os credores, como o governo ou instituições bancárias, podem atestar que a empresa é má pagadora e, portanto, de pouca confiança. Essa demonstração costuma ser feita em órgãos de crédito que podem “negativar” o perfil da empresa, como o Serasa. Existem ferramentas que permitem acompanhar o status de um CNPJ, como é o caso do Serasa Recupera. Com ela,  qualquer um consegue verificar o status do CNPJ de uma empresa. Ou seja, o status “negativado” de um negócio é visível.

Além de afetar a reputação da marca em um panorama geral e prejudicar contratos com fornecedores, um CNPJ negativado pode impedir bancos e financeiras de conceder empréstimos. Quem deixa de pagar impostos, multas e outros encargos também pode acabar inscrito na dívida ativa do município, estado ou União e ter o CNPJ inscrito no CADIN – que é uma espécie de “Serasa” dos órgãos públicos. Essa inscrição também representa um problema na hora de conseguir financiamentos e empréstimos com órgãos e bancos públicos.

SAIBA+AZULIS: Saiba como consultar o CNPJ de uma empresa

Por que é difícil conseguir empréstimo com CNPJ negativado?

Emprestar dinheiro para quem tem fama de não devolver costuma ser uma fria. Além de você perder a quantia que emprestou, corre o risco de ficar em maus termos com o “caloteiro”. Depois de passar por experiências assim, é de se esperar que você não empreste mais dinheiro para a mesma pessoa e avise a outros para que não façam o mesmo.

O mesmo acontece com os bancos ou financeiras quando veem um CNPJ negativado. Se a instituição recebe uma solicitação de empréstimo de uma empresa com nome sujo, a prática é checar o histórico do negócio por meio de plataformas como o Serasa. Se o histórico da empresa for de inadimplência, as instituições provavelmente não concederão crédito a ela, porque podem assumir que aquela empresa não é confiável e não pagará as parcelas do empréstimo.

Jorge Davis Bueno, analista de negócios do Sebrae-SP, classifica empresas assim como “clientes de risco elevado” para as instituições, uma vez que o risco de um CNPJ negativado não pagar um empréstimo é grande. Por isso, o analista do Sebrae-SP lembra que “geralmente as instituições financeiras não concedem créditos para inadimplentes”.

Com isso em mente, resta uma dúvida. Existem opções de empréstimo para quem está com o CNPJ negativado? Veja a seguir.

SAIBA+AZULIS: Estou com o nome sujo! Posso ser MEI?

CNPJ negativado: como conseguir empréstimo?

Ainda não existem opções de empréstimo exclusivas para empresas com CNPJ negativado. Além disso, se o CNPJ da empresa estiver atrelado a um CPF, a pessoa física também tem poucas chances de conseguir um empréstimo pessoal com boas condições de juros, já que as informações serão cruzadas. No entanto, é possível conseguir crédito de outras maneiras.

Instituições financeiras para negativados

Uma das saídas é solicitar empréstimo como pessoa física em financeiras especializadas em crédito para negativados, como é o caso do Simplic e Moneyman, por exemplo. Mas é importante lembrar que, apesar de essas financeiras oferecerem empréstimo para quem tem CPF negativado, elas cobram juros altíssimos. Por isso, cuidado nunca é demais: antes de contratar um empréstimo com financeiras desse tipo, avalie se o crédito não criará futuras dívidas.

Empréstimo com garantia

Outra alternativa para quem está com o CNPJ negativado é solicitar um empréstimo com garantia. Essa modalidade costuma aceitar pessoas no vermelho: já que a condição do empréstimo é colocar um bem em garantia, como um imóvel ou um automóvel, os riscos de não pagamento do crédito são menores.

Histórico de relacionamento com bancos

Por último, a empresa com CNPJ negativado pode tentar entrar em contato com um banco com o qual tenha um histórico de relacionamento, como recomenda Jorge Davis Bueno, analista de negócios do Sebrae-SP. Vale a pena checar se há a possibilidade de conceder crédito para a empresa negativada, apesar de as chances serem baixas.  

SAIBA+AZULIS: Empréstimo para autônomo negativado: o que é e como contratar

Fuja da inadimplência

Como você deve ter percebido, estar com o nome da empresa negativado não é nada fácil. Além de dificultar um empréstimo, o CNPJ sujo também afeta a reputação da marca e prejudica relações com fornecedores e clientes. Quem é um empreendedor consciente sabe que inadimplência deve ser evitada a todo custo.

Para isso, Jorge Davis Bueno, do Sebrae-SP, recomenda que a empresa avalie quais são as áreas ou indicadores econômicos do negócio que passam por dificuldades, como estoque parado ou custos de aluguel muito altos. Identificando o ponto de dor da empresa, fica mais simples pensar em estratégias para tirar o CNPJ do vermelho.

Além disso, vale a pena buscar ajuda de pessoas especialistas no assunto. “O Sebrae mais próximo da empresa possui pessoal qualificado para orientar estas avaliações e apresentar diagnóstico para solucionar os problemas, retomando a trajetória de recuperação financeira da empresa”, finaliza Bueno, do Sebrae-SP.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!