E-mail marketing: por que o seu negócio precisa apostar na estratégia?

Por Isabela Borrelli

e-mail marketing

Nem todos empreendedores sabem, mas o e-mail marketing pode ser uma ferramenta decisiva para o crescimento de um negócio. Ao contrário das mensagens que mais se assemelham a spams, um e-mail marketing pode informar seus clientes, prepará-los melhor para comprar e estreitar o relacionamento entre eles e a sua marca.

O que é e-mail marketing?

Basicamente, e-mail marketing é a comunicação entre uma empresa e seus clientes via e-mail. Ela pode ser feita por mensagens sobre alguma venda efetivada, ou com promoções, newsletters, entre outros.

Por que é importante?

Ao contrário do que muitos podem pensar, e-mail ainda é a melhor forma de entrar em contato com seus clientes. Segundo uma pesquisa da Statista, a maioria dos consumidores preferem ter contato com marcas via e-mail (cerca de 20%), e essa ainda é um dos formatos com maior retorno de investimento (ROI), ou seja, o dinheiro investido na ferramenta tem grandes chances de dar lucro! Mas não é só isso.

“Ele também é um canal bastante mensurável: [se tiver uma plataforma para e-mail marketing] você consegue, por exemplo, entender a quantidade de pessoas que está alcançando, segmentar por perfil, entender como estão interagindo (a partir de abertura e cliques nos e-mails) e, com isso, trazer mais inteligência para a operação de vendas”, afirma João Paulo Cardozo, especialista em e-mail marketing na Resultados Digitais.

E-mail marketing: como começar?

Antes de sentar para escrever um e-mail, é preciso ter para quem mandar, definir o que seu público está disposto a ler e em qual formato apostar.

Base de e-mails

O primeiro passo, segundo Cardozo, é montar a base de clientes. Para isso, não é preciso muito: por meio de um cadastro ou formulário dá para conseguir algumas informações do cliente, como e-mail e nome. É um trabalho que leva tempo, mas vale a pena no longo prazo, uma vez que as informações que você captar vão influenciar diretamente no trabalho a ser desenvolvido.

Existem opções de curto prazo, como compra de e-mails, por exemplo, mas são extremamente desaconselháveis. “Esse é um dos maiores erros de quem está começando, além de que isso pode trazer graves problemas técnicos para estrutura de e-mail, fazendo com que os e-mails que estejam dando certo sejam direcionados para SPAM. Comprar lista nunca é uma opção em email marketing”, alerta o especialista da Resultados Digitais.

Tipos de clientes e de e-mails

O segundo passo é entender quais dos seus clientes ainda precisam fortalecer a relação antes de mencionar algum tipo de venda e quais estão preparados para ouvir sobre uma oferta de produto.

No primeiro caso, é recomendado apostar em uma newsletter, já que o conteúdo não só posiciona sua empresa como referência no segmento, como também abre uma porta para uma conversa com o cliente. “Uma dica é inserir anúncios do seu produto em meio aos conteúdos de uma newsletter,  pois, eventualmente, um contato pode se interessar (…); mas lembre-se que esse não é o foco da newsletter!”, indica Cardozo.

No segundo caso, é possível investir em e-mails promocionais e o mais indicado é que isso seja feito com ferramentas de automação de marketing que permitam uma segmentação das pessoas que clicaram em anúncios na newsletter e visitaram sua página de produto. Os e-mails promocionais não precisam ser só de produtos, mas também podem oferecer e-Books e webinars, formatos de conteúdos que promovem um engajamento maior dos clientes com a marca.

Mas atenção! Você pode ter mais de um tipo de e-mail marketing na sua empresa, mas é bom não estrapolar: um dos maiores motivos para descadastros de clientes, cerca de 45,8%, segundo a TechnologyAdvice, é exatamente o excesso de mensagens. Por isso, saiba dosar a quantidade certa.

Como escrever um e-mail marketing?

Confira algumas dicas do João Paulo Cardozo para começar a escrever um e-mail marketing:

  • Ter o perfil da empresa: como você está tentando criar um relacionamento com o cliente, é preciso que a linguagem reflita o perfil da sua empresa, podendo ser mais ou menos formal;
  • Criar assuntos chamativos: um dos grandes desafios do e-mail marketing é exatamente a abertura dele, por isso, invista tempo para criar um assunto chamativo. Mas nada de falar de algo só para chamar atenção e sem conexão com o tema do e-mail, pois seus clientes podem se descadastrar ou marcar o seu contato como SPAM;
  • Atraia mais com o pre-header: sabe aquele texto logo depois do assunto que parece ua prévia do e-mail? É possível editá-lo e, ao fazê-lo, certifique-se que ele complementa o assunto com um gancho curioso para o e-mail;
  • Facilite o clique: uma vez dentro do e-mail, é importante colocar as informações mais importantes logo no começo, senão há grandes chances do cliente não ver. “Em e-mails promocionais, por exemplo, sempre indico que a maior parte dos links seja para a oferta principal do e-mail e que seja facilmente visível, sem precisar rolar (…). As pessoas, em geral, têm pouco tempo para ler grandes e-mails, por isso é importante facilitar a leitura e ser objetivo!”, complementa.

Confira 3 ferramentas de e-mail marketing para o seu negócio

Existem inúmeras ferramentas de e-mail marketing no mercado, sendo que a maioria é paga ou então gratuita até um determinado número de assinantes. Selecionamos três que podem ajudar o seu negócio:

MailChimp

A MailChimp é a ferramenta de e-mail marketing mais conhecida atualmente e além de permitir personalização, também oferece um plano gratuito (máximo de 2 mil endereços cadastrados). Infelizmente, a plataforma só tem versão em inglês.

RD Station

A Resultados Digitais é uma ferramenta 100% brasileira de grande sucesso que oferece o serviço de automação de marketing para mais de 10 mil clientes e outras funções como criação de landing pages, por exemplo. Seus planos de assinatura iniciam em R$ 369 por mês.

Constant Contact

A Constant Contact é muito indicada para quem está começando a fazer e-mail marketing, uma vez que possui uma interface bem simples e com interação fácil. Ela também tem um bom suporte (infelizmente só em inglês) e espaço de 1GB para armazenar arquivos. Seus planos iniciam em US$ 20.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!