Empréstimo com garantia de imóvel: conheça todas as regras

Por Redação Azulis

Seus bens podem ser usados para obter crédito no mercado. Entenda e avalie o empréstimo com garantia de imóvel.

empréstimo com garantia de imóvel

Quem recorre ao empréstimo com garantia de imóvel, provavelmente, o faz porque está em busca de margens mais altas ou quer aumentar as chances de ter o pedido aprovado. 

De fato, quando se trata de crédito, quanto mais garantias apresentadas junto ao banco, maiores são as probabilidades de uma resposta positiva.

No entanto, colocar um imóvel como garantia em um contrato de crédito envolve uma responsabilidade muito grande

Nem tudo são flores e, em caso de inadimplência, o banco terá direitos sobre o bem alienado, deixando o cliente em uma situação das mais complicadas.

Continue por aqui e saiba como fazer para solicitar um empréstimo nesses moldes com o mínimo de risco.

Empréstimo com garantia de imóvel: o que é?

Empréstimo com garantia de imóvel é a modalidade de crédito na qual o solicitante coloca uma casa, apartamento ou mesmo um galpão (se for aceito) como lastro. 

Dessa forma, o crédito fica condicionado ao valor do bem apresentado, determinando, assim, a margem disponível.

Na modalidade, também conhecida como refinanciamento imobiliário ou alienação fiduciária, o imóvel em garantia tem sua propriedade transferida provisoriamente para o banco. 

Logo, enquanto o empréstimo estiver em aberto, a instituição terá todos os direitos sobre o bem, desde que o cliente venha a incorrer em inadimplência.

Ainda que pareça um risco grande demais para quem toma crédito, na verdade, um empréstimo com garantia de imóvel é uma solução atraente para todos

Para quem pede empréstimo, é uma maneira de acelerar a aprovação, já que não é necessário apresentar justificativas. 

Para a instituição credora, o imóvel é a certeza de que, em caso de inadimplência, o crédito concedido não vai desfalcar seus cofres.

E há outras vantagens a se considerar, como veremos na sequência.

Características do empréstimo com garantia de imóvel

A alienação fiduciária é regulada pela Lei nº 9.514, de 20 de novembro de 1997. 

Nela, estão dispostos os limites, regras gerais e casos específicos para esse tipo de procedimento. 

Embora a lei tenha sido publicada há mais de 20 anos, foi apenas em 2008 que surgiram no Brasil as primeiras linhas de crédito dessa modalidade. Portanto, é um tipo de empréstimo relativamente recente por aqui.

Não existe por lei um percentual fixo a ser aplicado como margem consignável. 

No entanto, a maioria dos bancos trabalha na faixa de 50% a 70% do valor do imóvel

Sendo assim, caso o bem venha a ser liquidado para saldar uma dívida, a parte que não foi alienada deverá retornar para o cliente e o imóvel vai a leilão.

Por isso, é fundamental planejar-se muito bem antes de recorrer ao refinanciamento de imóvel.

Como se pode perceber, o preço a ser pago pela inadimplência pode ser alto demais, seja o imóvel usado pelo devedor como moradia ou fonte de renda por meio de aluguéis.

Taxas no empréstimo com garantia de imóvel

Riscos à parte, o empréstimo com garantia de imóvel é um dos mais atraentes em virtude das condições especiais que oferece. 

A principal delas é a taxa, consideravelmente mais baixa que a dos empréstimos sem garantia.

Lembre-se de que, ao negociar crédito, o banco sempre vai colocar na balança os riscos envolvidos

Portanto, um imóvel apresentado como garantia praticamente elimina a ameaça de a instituição perder dinheiro – por isso, as facilidades em contratar.

Por exemplo: os bancos e fintechs que operam sem garantia listadas na Azulis trabalham com taxas entre 1,89 e 12,9% ao mês. 

Já as que oferecem empréstimo com garantia de imóvel podem oferecer taxas que começam em 0,99%, chegando a, no máximo, 1,59%.

Uma diferença e tanta, ainda mais se levarmos em consideração que o empréstimo com garantia é indicado para quem busca margens maiores

Imagine, nesse caso, um empréstimo de R$ 1 milhão. 

Sem garantia, só de juros e a uma taxa de 12,9% ao mês, você pagaria R$ 129 mil. 

Já no empréstimo com garantia a 1,59%, por exemplo, esse valor seria reduzido para apenas R$ 15.900,00.

Quando pode valer a pena?

Com tudo o que vimos até aqui, fica claro que o empréstimo com imóvel em garantia é indicado para pessoas que precisam de valores elevados para fazer investimentos ou mesmo para abrir uma empresa

Outro aspecto positivo é que os bancos e fintechs que trabalham nessa modalidade oferecem prazos para pagamento similares aos do financiamento de imóveis. 

Em algumas instituições, é possível parcelar em até 180 prestações.

Riscos e cuidados com esse tipo de empréstimo

Em contrapartida, como todo crédito, o financiamento de imóvel deve ser cercado de cuidados e, principalmente, ser muito bem planejado

Caso o cliente venha a se tornar inadimplente, como já sabemos, dará ao banco o direito de levar o imóvel a leilão

Ainda que uma parte do valor da venda até volte para o devedor, essa é uma situação a ser evitada a todo custo, ou melhor, ao custo mensal das parcelas contratadas. 

Agora que você já sabe como funciona o empréstimo com garantia de imóvel, faça a sua solicitação aqui pela Azulis. Temos ofertas que, com certeza, casam bem com as suas necessidades. 

E não deixe de navegar pelo portal de conteúdo Vida de Dono para se manter sempre bem informado.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!