Cidade brasileira é uma das melhores do mundo para mulheres empreenderem

Por Maria Teresa Lazarini

A pesquisa We Cities 2019, feita pela Dell, mostra que São Paulo é uma das 50 melhores cidades no mundo para empreeendedoras

melhores-cidades-empreendedorismo-feminino

Começar um negócio do zero não é nada fácil. Além do investimento necessário, o empreendedor deve lidar com inúmeras burocracias e, na maior parte das vezes, com a falta de políticas governamentais que apoiem a criação de novas empresas. Mas esse cenário é ainda mais desestimulador para as mulheres.

De acordo com um estudo da Babson College, faculdade nos Estados Unidos voltada ao empreendedorismo, 40% das empresas norte-americanas são lideradas por mulheres, mas menos de 10% desses negócios conseguem captar investimento externo. Organizações como a Endeavor mencionam que, fora a falta de recursos, os principais obstáculos enfrentados pelas mulheres empreendedoras de todos os países costumam ser a educação desigual e o desestímulo no mundo empresarial.

A notícia boa é que o nível de dificuldade não é o mesmo em todos os lugares. Segundo a pesquisa We Cities 2019, da Dell Technologies, algumas cidades são melhores, ou menos piores, que outras para as mulheres que querem tocar um negócio. Em parceria com a consultoria de informação IHS Markit, a multinacional fez uma lista com as 50 cidades mais promissoras no mundo para o empreendedorismo feminino. As primeiras 3 posições ficaram com a Baía de São Francisco (EUA), Nova Iorque (EUA) e Londres (Inglaterra). São Paulo é a única brasileira presente no ranking, conquistando a 45ª posição.

O que uma boa cidade deve ter?

Para definir o índice de cada cidade no Women Entrepeneur Cities 2019 (WE Cities), ou “Cidades das Mulheres Empreendedoras”, o estudo analisou as principais barreiras enfrentadas pelas donas dos próprios negócios, sendo elas: falta de financiamento, custo de vida alto, baixa representatividade em cargos de liderança e falta de políticas governamentais que apoiam mulheres empreendedoras. As cidades que aparecem no ranking são as que mais se destacam em pilares como acesso ao capital, cultura, tecnologia, talento e mercados. 

Karen Quintos, que é vice-presidente executiva e diretora de clientes da Dell, comentou que investir em negócios liderados por mulheres é fundamental para o desenvolvimento das sociedades e das economias como um todo.

“Quando investimos em mulheres, investimos no futuro; as comunidades prosperam, as economias melhoram e a próxima geração lidera com propósito”, disse Karen em um comunicado de imprensa.

Melhores cidades para mulheres empreendedoras

Veja a seguir quais foram as demais cidades presentes na lista.

    1. 1. Baía de São Francisco (EUA)
  1.  
      2. Nova Iorque (EUA)
  2.  
      3. Londres (Inglaterra)
  3.  
      4. Boston (EUA)
  4.  
      5. Los Angeles (EUA)
  5.  
      6. Washington (EUA)
  6.  
      7. Seattle (EUA)
  7.  
      8. Paris (França)
  8.  
      9. Toronto (Canadá)
  9.  
      10. Estocolmo (Suécia)
  10.  
      11. Vancouver (Canadá)
  11.  
      12. Sydney (Austrália)
  12.  
      13. Melbourne (Austrália)
  13.  
      14. Austin (EUA)
  14.  
      15. Chicago (EUA)
  15.  
      16. Amsterdã (Holanda)
  16.  
      17. Portland (EUA)
  17.  
      18. Barcelona (Espanha)
  18.  
      19. Berlim (Alemanha)
  19.  
      20. Atlanta (EUA)
  20.  
      21. Singapura (Malásia)
  21.  
      22. Houston (EUA)
  22.  
      23. Hong Kong (China)
  23.  
      24. Copenhagen (Dinamarca)
  24.  
      25. Minneapolis (EUA)
  25.  
      26. Taipé (Taiwan)
  26.  
      27. Munique (Alemanha)
  27.  
      28. Belfast (Irlanda do Norte)
  28.  
      29. Cidade do México (México)
  29.  
      30. Dublin (Irlanda)
  30.  
      31. Miami (EUA)
  31.  
      32. Tel Aviv (Israel)
  32.  
      33. Pittsburg (EUA)
  33.  
      34. Tóquio (Japão)
  34.  
      35. Milão (Itália)
  35.  
      36. Johannesburg (África do Sul)
  36.  
      37. Dubai (Emirados Árabes Unidos)
  37.  
      38. Beijing (China)
  38.  
      39. Varsóvia (Polônia)
  39.  
      40. Nairóbi (Quênia)
  40.  
      41. Seul (Coreia do Sul)
  41.  
      42. Lima (Peru)
  42.   
      43. Bangalore (Índia)
  43.  
      44. Kuala Lumpur (Malásia)
  44.  
  45. 45. São Paulo (Brasil)
  46.  
      46. Guadalajara (México)
  47.  
      47. Xangai (China)
  48.  
      48. Istambul (Turquia)
  49.  
      49. Jacarta (Indonésia)
  50.  
      50. Déli (Índia)

 

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!