Estratégia competitiva: o que é, exemplos e como criar a sua

Por Redação Azulis

Uma estratégia competitiva é primordial para superar seus concorrentes e trazer nome para sua marca, chamando atenção no mercado

Sua estratégia competitiva é boa o suficiente para vencer seus concorrentes?

Essa é a pergunta que todo gestor deve fazer para avaliar sua capacidade de disputar a preferência dos consumidores.

Afinal, a competição está cada vez mais acirrada, e qualquer erro pode levar à perda de mercado e distanciamento da liderança.

Por isso, este artigo é focado nos esforços da concorrência que você vai enfrentar — e na criação de uma estratégia competitiva à altura dos desafios.

Pronto para conquistar sua posição no mercado?

Siga a leitura.

O que é estratégia competitiva

Estratégia competitiva é o conjunto de ações defensivas e ofensivas que as empresas utilizam para se posicionar diante de seus concorrentes.

Essa é a definição dada por Michael Porter, um notável professor da Harvard Business School conhecido por sua vasta obra sobre competitividade nos negócios.

No livro Estratégia Competitiva (Elsevier Brasil, 2004), publicado originalmente em 1980, Porter explora o modo como as empresas podem competir com maior eficácia para fortalecer sua posição no mercado.

O objetivo, claro, é superar os concorrentes e conquistar a maior fatia do segmento, sempre de olho na liderança.

Para isso, há várias táticas que podem ser aplicadas para criar vantagem competitiva, como veremos a seguir.

3 exemplos de estratégias competitivas

Além de conceituar a estratégia competitiva, Porter também determinou três abordagens genéricas que uma empresa pode adotar para se destacar da concorrência.

Veja quais são esses pilares e como se aplicam.

1. Estratégia da liderança no custo total

A estratégia competitiva de liderança no custo total é, como o nome sugere, 100% baseada na eficiência operacional da empresa.

Isso significa que a organização busca superar os concorrentes atingindo o menor custo possível de produção — o que representa uma grande vantagem financeira.

Para isso, é preciso investir pesado em equipamentos, tecnologia e infraestrutura, buscando uma fixação de preço agressiva que coloque a empresa em uma posição de custo-benefício imbatível.

O resultado é uma margem de lucro superior à dos concorrentes, que possibilita o reinvestimento para crescer cada vez mais.

Por outro lado, não é fácil reduzir os custos ao mínimo possível sem afetar a qualidade dos produtos e serviços.

Um exemplo clássico de empresa que aplica a liderança de custo total é o Habib’s, que usou a estratégia dos preços baixos e padronização em larga escala para vencer a concorrência.  

2. Estratégia da diferenciação

A estratégia de diferenciação se baseia na criação de um produto único, que se destaque de qualquer outro oferecido no mercado.

No caso, a exclusividade pode ser pelo design, funcionalidades, tecnologia, marca e outros atributos que agregam valor específico ao produto ou serviço.

O grande trunfo dessa estratégia é a fidelização dos consumidores, que se tornam leais à marca e agem como promotores voluntários da empresa.

O melhor exemplo dessa estratégia competitiva é a Apple e seus applemaníacos, que criam uma verdadeira cultura e estilo de vida ao redor da marca.

3. Estratégia do enfoque

Por fim, a estratégia do enfoque é utilizada por empresas que miram em um nicho de mercado, segmento ou grupo de clientes específico.

Nessa tática, a vantagem competitiva é criada a partir da personalização, atendendo às necessidades de um público-alvo bem definido com valor superior à concorrência.

É o caso de empresas como a Soupop, que conquistou a liderança do e-commerce de camisetas focando no público jovem que consome cultura pop. 

Outro exemplo é a rede de lojas de maquiagem Quem disse, Berenice?, criada pelo Boticário especialmente para atender à nova geração de mulheres jovens, modernas e descoladas.

Crie sua estratégia competitiva com as 5 Forças de Porter

Na teoria de Porter, a estratégia competitiva deve ser traçada para resistir às 5 forças de competição do mercado.

Veja quais são e como reagir a cada uma delas.

1. Rivalidade entre os concorrentes

Quanto mais competidores disputando a mesma fatia do mercado, maior será a rivalidade entre eles.

Por isso, você precisa estar pronto para lidar com margens de lucro apertadas e concorrentes tentando cooptar seus clientes a todo momento, com as táticas mais agressivas.

Para vencer os rivais, você pode combinar estratégias competitivas de custo e diferenciação, por exemplo, buscando a vantagem competitiva nas brechas do mercado.

2. Poder de negociação dos clientes

Essa força diz respeito à capacidade dos clientes de pressionar a empresa a baixar preços e elevar a qualidade.

Isso significa que se você depender de um número relativamente pequeno de clientes, eles terão um poder de negociação muito alto.

Nessa hora, é melhor entregar valor diferenciado para não ter que concorrer somente na base do preço.

3. Poder de negociação dos fornecedores

Os fornecedores também exercem pressão sobre a empresa, principalmente quando monopolizam um segmento.

Por isso, a melhor estratégia competitiva é diversificar seus parceiros comerciais para evitar que um único fornecedor determine preços e prazos.

4. Ameaça de entrada de novos concorrentes

A ameaça de entrada de novos concorrentes é constante em vários segmentos, e representa uma força competitiva perigosa.

A melhor estratégia, nesse caso, é se antecipar e prevenir o surgimento de produtos muito semelhantes, além de investir na diferenciação.

5. Ameaça de produtos substitutos

Mais perigosos que os produtos concorrentes são os produtos substitutos.

Afinal, eles não pertencem à mesma categoria do seu produto, mas podem substituir seu uso e ainda agregar outras funcionalidades, modificando os hábitos de consumo.

É o caso, por exemplo, dos smartphones tomando o espaço dos computadores no mercado.

Logo, você precisa estar preparado para lidar com novos modelos de negócio que vão tentar extinguir o seu — uma marca forte é um bom começo.

Agora é só reunir as cinco forças e traçar uma estratégia competitiva certeira, com base nos maiores desafios do seu mercado.

E nessa jornada de crescimento, conte com a Azulis e suas soluções para brigar pela liderança do seu segmento.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!