Regime de Competência: para que serve e como ajuda o negócio

Por Redação Azulis

Entenda o conceito e quando optar pelo Regime de Competência.

Regime-de-Competência

A gestão financeira de uma empresa é uma questão muito importante para a boa saúde financeira e o consequente sucesso dessa organização. Um ponto de atenção é quanto ao regime contábil a ser adotado. Algumas empresas podem optar entre o regime de caixa e o Regime de Competência. Neste artigo, abordaremos informações relacionadas ao Regime de Competência.

O que é Regime de Competência

O Regime de Competência é o regime contábil pelo qual os ganhos e despesas são contabilizados quando as operações de compra, venda ou prestação de serviços ocorrem. Ou seja, independente de o valor por esses produtos ou serviços serem pagos ou não, o registro será feito e os tributos serão pagos.

Qual a importância do Regime de Competência

O Regime de Competência é o método contábil que mensura o desempenho e a posição econômica de uma organização, registrando todos os acontecimentos a cada nota fiscal tirada. Isso faz com que as empresas possuam um feedback imediato sobre seu desempenho, facilitando o gerenciamento dos recursos atuais e do planejamento futuro.

Quem pode optar pelo Regime de Competência

As médias e grandes empresas são obrigadas a utilizar o Regime de Competência, enquanto micro e pequenas podem escolher entre o regime de caixa e o Regime de Competência.

SAIBA+AZULIS: Decore: o que é, para que serve e como emitir

Quando vale a pena optar pelo Regime de Competência

O Regime de Competência é mais interessante para empresas que precisam ter uma visualização simplificada de sua saúde financeira, mês a mês, e também precisam repassar isso para terceiros, como investidores ou possíveis investidores.

Além disso, é somente possível avaliar a depreciação de uma empresa por meio do Regime de Competência. O Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE), um importante relatório de gestão, só é realizado por meio desse regime e somente por ele é possível avaliar se a empresa teve lucros ou prejuízos em um determinado período.

SAIBA+AZULIS: Aprenda como registrar uma marca

O que levar em conta ao optar pelo Regime de Competência

Micro e pequenas empresas que ofertam produtos ou serviços a prazo se beneficiam mais do regime de caixa em termos financeiros, já que somente precisam pagar tributos sobre o que efetivamente foi pago ou gasto no mês. Entretanto, empresas que buscam investimentos preferivelmente devem optar pelo Regime de Competência, para que seus resultados possam ser avaliados da melhor maneira.

Diferenças entre Regime de Caixa e Regime de Competência

De forma simplificada, a principal diferença entre o regime de caixa e o Regime de Competência é a forma de registro dos lançamentos. No regime de caixa, a entrada e saída é registrada no momento que a despesa ou receita foi efetivamente paga e o lançamento é feito nessa ocasião.

Já no Regime de Competência, a entrada ou saída é registrada na data que o evento ocorreu, mesmo que o pagamento seja feito em uma data posterior. Nesse caso, o que importa é o fato gerador, e não o pagamento.

Gostou do artigo? Então acesse o site da Azulis e confira outros conteúdos sobre o assunto.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!