Sociedades empresariais: quais são os principais tipos?

Por Redação Azulis

Conheça mais sobre os tipos de sociedades empresariais para formalizar o seu negócio

Se você está pensando em formalizar o seu negócio abrindo uma empresa. Ou ainda, se possui uma empresa e gostaria de ter sócios, é possível que já tenha prestado a atenção nas siglas S.A e LTDA. Ou seja, já teve curiosidade sobre como funciona as sociedades empresariais.

Neste artigo, vamos explicar o que são sociedades empresariais e quais os principais tipos existentes no Brasil. O nosso foco vai ser nessas duas — S.A. e LTDA — que são as mais comuns atualmente.

O que são sociedades empresariais?

Se você realiza uma atividade comercial, como vender marmitas saudáveis, por exemplo, pode precisar abrir uma empresa para regularizar a sua situação. Atualmente fala-se muito no Microempreendedor Individual, mas você sabe o que deve fazer se decidir realizar essa atividade em conjunto com uma ou mais pessoas?

Nesse caso, o modelo do seu negócio não se encaixaria em um MEI. Para formalizar sua empresa, será necessário abrir uma sociedade empresarial. 

Por definição, de acordo com o Código Civil (artigo 981 da Lei nº 10406∕02), uma sociedade é uma união de pessoas que contribuem conjuntamente para a realização de uma atividade econômica, com circulação de bens ou serviços. Os sócios também dividem entre si os resultados da atividade, como lucros ou dívidas.

Existem diferentes tipos de sociedades empresariais e, aqui neste artigo, vamos explicar os mais comuns para você. 

Quais são os principais tipos de sociedades empresariais

Os dois tipos mais comuns de sociedades empresariais no Brasil são a sociedade limitada (sigla LTDA) e a Sociedade Anônima (sigla S/A ou S.A.).

Sociedade Limitada

A Sociedade Limitada geralmente possui dois ou mais sócios e é regulamentada pelo Código Civil brasileiro (Lei nº 10.406/02).

Neste modelo, a participação de cada sócio na empresa é definida conforme o capital investido no momento da criação da empresa. Essa informação deve constar no contrato social, assim como a definição de quem será o sócio administrador, responsável pela gestão da empresa. 

A LTDA é uma opção bastante segura em relação a outros tipos de sociedades empresariais, pois o patrimônio pessoal e familiar dos sócios permanece protegido.  

Caso a empresa vá à falência, por exemplo, ou tenha alguma outra situação com dívidas, os sócios arcam com o prejuízo. O importante é que não será necessário usar o patrimônio pessoal para fazer os pagamentos. 

Sociedade Anônima

Uma Sociedade Anônima (S.A) é regulada pela Lei das Sociedades Anônimas (Lei nº 6.404/76). Quando é criada, seu capital social é dividido em ações e cada acionista passa a ter uma cota da empresa.

Uma S.A. pode ser de capital fechado, quando apenas os sócios possuem ações da empresa. As divisões de cotas, nesse caso, são feitas internamente e a entrada de novos acionistas depende de aprovação dos sócios. 

Outra possibilidade é a empresa ter seu capital aberto, situação em que as ações são negociadas na bolsa de valores. 

Nesta é possível ainda se enquadrar em diferentes níveis de abertura de capital, com comercialização de ações ordinárias (com direito a voto) e/ou prioritárias (sem direito a voto, mas com preferência no recebimento de dividendos).

A Sociedade Anônima, como é possível perceber, é mais complexa do que a Sociedade Limitada. Apesar do controle da empresa ficar geralmente com o sócio majoritário, sua estrutura administrativa é necessita de criação de conselhos administrativos, assembleia-geral, diretoria, entre outros.  

Como escolher entre as diferentes sociedades empresariais

Se você está pensando em abrir uma sociedade empresarial para formalizar o seu negócio, é bem provável que a Sociedade Anônima ou a Sociedade Limitada atendam às suas necessidades. Mas como decidir entre os dois tipos de sociedade empresarial? 

É necessário considerar uma série de fatores como investimentos inicial, objetivo da empresa, riscos, projeção de crescimento e o nível de confiança entre os sócios, entre outros.

Se você e os seus sócios têm um perfil mais conservador, a Sociedade Limitada provavelmente será a melhor escolha. Esse tipo de empresa é ideal para quem está começando um pequeno negócio, pela simplicidade de procedimentos e segurança.

Se vocês têm um perfil mais arrojado, dispostos a correr riscos, a Sociedade Anônima pode ser uma boa alternativa, principalmente se a projeção de crescimento indicar que vocês podem futuramente escolher abrir o capital para negociação na Bolsa de Valores.

Além dessas, vale buscar informações também sobre outras sociedades empresariais menos comuns e que não foram abordadas neste artigo. Entre elas, vale citar a Sociedade em Nome Coletivo, a Sociedade Comandita Simples e a Sociedade Comandita por Ações. 

Continue navegando no site da Azulis para entender melhor como abrir sua sociedade empresarial

Para conhecer mais sobre os procedimentos necessários para criar uma sociedade empresarial, continue navegando pelo site da Azulis. Você poderá compreender mais sobre contrato social e o que é a junta comercial, necessária para regularizar a sua empresa. 

Será muito importante também, na fase de abertura da empresa, entender o que é lucro e os diferentes tipos de lucro. Você também pode ver nossos vídeos para aprender sobre margem de lucro e a diferença entre faturamento e lucro

E, após ter a sua empresa regularizada, vai ser fundamental descobrir formas de aumentar o seu lucro. Para isso, veja nosso vídeo com dicas simples para fazer uma promoção com o seu negócio

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!