A importação de produtos é uma oportunidade de negócios?

Por Redação Azulis

Importar produtos pode ser uma ótima alternativa para empreendedores que querem iniciar lojas virtuais. Por isso, entenda como é o processo!

importação-de-produtos

A grande variedade em diferentes segmentos, bem como a facilidade com a importação de produtos pela internet, têm atraído cada vez mais empreendedores interessados em montar um negócio de vendas. Mas o que fazer para dar esse primeiro passo inicial?

Descubra se importar produtos, vale a pena para você e saiba como fazer as suas importações e vendas.

Vale a pena importar?

Quem considera ingressar no mercado de importação de produtos, pode contar com muitas vantagens. Uma das principais é que, mesmo com as taxas de importação, impostos e valor do dólar, o empreendedor pode ter uma alta margem de lucro em cima das vendas.

A grande variedade de artigos também dá a chance do vendedor oferecer mercadorias diferenciadas e de alta procura, que não são achados tão facilmente no país.

Hoje, trabalhar com importação de produtos, é muito mais acessível do que antigamente, graças à internet.

Procurar por fornecedores, pesquisar mercadorias e suas tendências, vender, fazer campanhas de marketing e emitir notas fiscais se tornaram atividades mais simples, poupando o tempo de quem empreende nesse mercado.

SAIBA+AZULIS: Como vender pelo Facebook: da criação da conta ao anúncio

O que você precisa saber sobre importação de produtos

Antes de começar a importar, você precisa ficar atento para não infringir alguma lei do país, trazendo itens proibidos, como substâncias tóxicas, explosivos, entorpecentes, armas, munição e outros que possam comprometer a segurança.

Além disso, o empreendedor precisa considerar detalhes importantes para importar corretamente e não ter surpresas desagradáveis. Alguns deles são:

  • Acompanhar constantemente a cotação do dólar comercial. A maioria das operações acontece  nessa moeda;
  • Calcular seus custos com frete do país estrangeiro até o seu local e também o valor do frete pelo território nacional.
  • Levar em conta o seguro do transporte;
  • Considerar as taxas como IOF, IPI, Cofins, PIS, ICMS e de utilização do Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior);
  • Lembrar do imposto de importação de cada item.

Riscos de importar ilegalmente

Seguir todas as medidas legais é muito importante para que o empreendedor não acabe com sua mercadoria ou até mesmo seja multado.

Em casos mais graves de importação ilegal, o resultado pode chegar a bloqueio dos bens e até prisão dos envolvidos.

Além de seguir a legislação atual, importe com fornecedores de confiança, para não comprar produtos falsificados. Pesquise com frequência sobre quais mercadorias têm venda proibida no Brasil.

Como importar produtos para vender?

Chegamos na etapa de entender na prática. Afinal, como importar produtos para vender?

Antes de tudo, é preciso que você saiba que é obrigatório ter um CNPJ. A maneira mais simples de resolver essa questão é fazer o seu cadastro para se tornar MEI (Microempreendedor Individual).    

Com isso, você consegue importar dentro da legalidade e emitir as notas fiscais das suas vendas. Não esqueça de incluir o item “importação” e exportação nas atividades cadastradas.

Com o seu CNPJ em mãos, é necessário fazer o cadastro no Radar/Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior) para que você possa fazer importações acima de US$ 3.000,00. A partir disso, você já pode começar a pesquisar fornecedores estrangeiros para a sua empresa.

A etapa de triagem de fornecedores é importante para você saber se eles são confiáveis, se os produtos são de qualidade.               

Você pode sempre cogitar pedir amostras ou um número menor de mercadorias para testes. Além de visitar outros países e frequentar feiras, você sempre pode pesquisar fornecedores também pela internet, por sites como Aliexpress ou Ebay.

SAIBA+AZULIS: Como vender pela internet: um guia para o sucesso

Saiba o que vender

Identificar os produtos mais adequados para vender ajuda a diminuir as chances de você acabar com o estoque parado. Se você já entende um nicho ou se já trabalhou em um, já sai em vantagem nessa etapa.

Use as informações e a experiência que tem sobre esse mercado para fazer a curadoria de produtos, saber quais são os lançamentos e como encontrar o seu público na internet.

Caso você não tenha conhecimento prévio sobre vendas de algum segmento, também pode pesquisar tendências e saber o que o consumidor deseja comprar.

Quais são os produtos mais procurados no momento? Quais marcas estão em destaque? Quais fatores externos podem influenciar as necessidades de compra do consumidor no futuro?

Com estudo e pesquisas, você vai identificar algumas oportunidades de negócio, definir o que vale a pena para o seu negócio e qual será a precificação deste produto importado no mercado nacional.

Sites para montar uma loja virtual

Conheça algumas opções para você hospedar a sua loja virtual e avalie qual é a melhor para o segmento do seu negócio.

Mercado Livre

Estabelecido há anos no país, o Mercado Livre é um dos sites de compra e venda mais famosos da internet. Seu fluxo de usuários é grande e ele dá a possibilidade de vender produtos de vários segmentos: roupas, eletrônicos, perfumes, brinquedos e muitos outros.

Amazon

O Amazon é um dos sites de comércio eletrônico mais famosos do mundo. Por meio do marketplace, é possível vender seus produtos,      d     esde livros, artigos de      beleza, roupas, eletrônicos e acessórios.

B2W

A B2W engloba três grandes e-commerces do Brasil: Submarino, Americanas.com e Shoptime. Lojistas podem cadastrar suas lojas virtuais para participar dos marketplaces dessas empresas que recebem milhares de usuários.

Magazine Luiza

Além de ser um dos varejistas mais populares do Brasil, o site da Magazine Luiza também é uma boa opção para o empreendedor que quer montar a sua loja virtual. Aproveite o fluxo de clientes do site, o serviço de entrega e de anúncios da empresa.

Precisa de um empréstimo? Conecte-se com a Azulis

Se você precisa de um empréstimo para começar o seu negócio de importações, conte com a Azulis. Nós te mostramos as opções para o seu perfil com as melhores taxas para você iniciar a sua empresa. Veja mais detalhes e conheça agora mesmo!

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!