Saiba a melhor forma de limpar seu nome

Por Redação Azulis

Milhões de brasileiros possuem restrições de crédito em razão de nome sujo no mercado. Entenda como é possível limpar o nome e voltar a ter crédito na praça.

limpar seu nome

Se você já buscou sobre como limpar seu nome, não se preocupe. Segundo o Serasa, em junho de 2019, o número de brasileiros com nome sujo bateu recorde, chegando a 63,2 milhões de pessoas. Por isso, trouxemos algumas dicas para limpar seu nome e voltar a ter crédito na praça. Confira e identifique a melhor solução para o seu caso.

O que quer dizer “estar com o nome sujo”?

Quando se diz que alguém precisa limpar seu nome na praça, quer dizer que essa pessoa possui restrições de crédito em seu CPF, provavelmente devido a débitos em bancos, lojas ou outras instituições.

Isso acontece quando uma dívida não é paga e a empresa credora aciona o Cartório de Protesto ou os órgãos de proteção ao crédito, para que a dívida seja paga por meios judiciais.

Para limpar seu nome, é preciso quitar essas dívidas e comprovar o pagamento junto ao órgão envolvido. Dessa forma, é possível voltar a ter créditos na praça para fazer empréstimos, financiamentos, parcelamentos em lojas, solicitar cartões de crédito e até assumir cargos públicos ou em financeiras, já que muitos fazem consultas aos órgãos competentes antes de contratar um candidato.

SAIBA+AZULIS: O que é inadimplente? Tire todas as suas dúvidas sobre o assunto

Quais órgãos podem bloquear o meu acesso a crédito?

Para que seu nome fique sujo e você perca acesso ao crédito, é preciso que o credor informe os órgãos de proteção ao crédito, como Serasa, SPC e SCPC.

Assim que esse contato é feito, é direito do devedor ser notificado por essas instituições sobre a sua situação, além de que deve ser informado um prazo para que a dívida seja quitada ou renegociada antes da negativação.

Caso o prazo não seja atendido, então o nome do devedor pode ser negativado. Os órgãos responsáveis por esse bloqueio de crédito são:

Serasa: empresa privada que, entre outros serviços, faz o registro sobre dívidas e atua como intermediadora entre credor e devedor na quitação de débitos;

SPC: a sigla significa Serviço de Proteção ao Crédito, e também é um banco de dados que processa e analisa CPFs e CNPJs ligados diretamente ao CNDL – Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas;

SCPC: Serviço Central de Proteção ao Crédito, o SCPC é o mais antigo dos três e o único que autoriza consulta total do CPF de forma gratuita. Como os demais, possui cadastros de crédito de pessoas físicas e jurídicas.

É importante ressaltar que, nem sempre que um nome é negativado, de fato existe uma dívida feita por aquela pessoa. Diversos golpes e falsificações de documentos e assinaturas podem gerar dívidas, principalmente em crediários de lojas. Por isso, é importante entrar em contato imediato com os órgãos de proteção assim que o golpe é identificado. Desse modo, é possível avaliar, junto ao credor, o melhor jeito de resolver a situação, sem que a pessoa envolvida tenha seu crédito afetado.

SAIBA+AZULIS: Crefisa Empréstimo: crédito para negativados

Como faço para limpar meu nome?

Quitar as dívidas é o melhor jeito para voltar a ter crédito, mas existem caminhos para que isso seja feito de forma segura e até uma opção em que a dívida continua aberta, mas o nome é limpo. Vamos ver?

Feirão Limpa Nome

Todos os anos, o Serasa Experian realiza o Feirão Limpa Nome para que os devedores encontrem seus credores e possam renegociar ou quitar suas dívidas com descontos nos juros acumulados, que podem chegar a 95%.

Esse Feirão, normalmente, é feito de modo presencial nos últimos meses do ano, época em que trabalhadores recebem alguns benefícios, como 13º salário, e possuem mais poder de negociação com seus credores.

Caso não deseje esperar até as datas específicas do Feirão, o Serasa disponibiliza, durante o ano inteiro, um site para negociações via internet, chamado Limpa Nome Online. Nesse site, os descontos costumam ser menores e menos empresas parceiras aderem a ele quando comparado ao Feirão presencial, mas ainda vale a pena.

Renegociação de dívidas

Outro modo de renegociar as suas dívidas é entrando em contato direto com o credor ou através da plataforma de negociação do SPC, chamado ‘Negociar Dívida Online’.

Quando uma dívida é renegociada, quer dizer que ela foi quitada e uma nova dívida, nas condições atuais da renegociação, foi criada. Assim, o credor deve retirar o nome do devedor das listas de restrição ao crédito, o qual retornará apenas caso a nova negociação não seja cumprida.

Prescrição das dívidas

Dívidas possuem um prazo de cinco anos para que sejam cobradas judicialmente. Após esse prazo, elas prescrevem, mas o que isso quer dizer?

Após o prazo de cinco anos, o nome volta a ficar limpo, mas isso não quer dizer que a dívida acabe. O banco poderá continuar cobrando o devedor, porém, não poderá mais negativá-lo nos órgãos competentes.

Mesmo que o nome esteja limpo, se a dívida continuar ativa, o devedor ainda poderá ter problemas na contratação de certos serviços, como empréstimos e cartões de crédito, já que ainda estará marcado com dívidas pendentes.

Quanto tempo demora para limpar o nome?

O nome voltará a ficar limpo na praça depois de cinco dias úteis de sua quitação ou do pagamento da primeira parcela da renegociação.

Caso o credor não faça a retirada do nome, é possível entrar com medidas judiciais por manter a negativação do nome mesmo com acordos já assinados.

No site da Azulis você pode ler mais sobre negativação de nome, restrição de crédito e muito mais sobre finanças. Acesse-o agora mesmo e tire todas as suas dúvidas.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!