Ramo de atividade: passo a passo para definir sua futura empresa

Por Redação Azulis

Dúvidas sobre o segmento de mercado da sua empresa? Confira mais no nosso post e veja alguns exemplos para compreender melhor

Quer empreender e tem dúvidas sobre como escolher o seu ramo de atividade? Então, este artigo é o que você precisa. Investir em atividades com as quais você já tem um certo conhecimento é, de fato, uma alternativa muito valiosa.

No entanto, outros fatores precisam ser levados em conta. É por essa razão que o planejamento estratégico se mostra indispensável no momento de tirar as ideias do papel.

Além de ajudar a identificar as diversas variáveis, o processo contribuiu para evitar erros e garantir a sustentabilidade do empreendimento em médio e longo prazos. Continue a leitura e fique por dentro de como escolher o ramo de atividade da sua futura empresa.

Saiba COMO vender um produto com um planejamento estratégico INFALÍVEL

Com nosso GUIA COMPLETO suas vendas aumentar muito! Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

O que é ramo de atividade?

O ramo de atividade pode ser entendido como o segmento do mercado no qual uma empresa tem a oportunidade de se inserir. Ele é caracterizado por atender às demandas específicas dos consumidores, sejam elas necessidades ou desejos.

Existem três ramos de atividade: indústria, comércio e serviços. E, dentro de cada um deles, pode haver uma série de áreas de atuação. Veja, a seguir, exemplos dos ramos de atividade.

Exemplos de ramo de atividade

O primeiro deles, a indústria, atua transformando matéria-prima e insumos em produtos para comercialização. Uma fábrica de cosméticos ou de laticínios são bons exemplos.

Já o comércio é responsável pela venda do produto produzido pela indústria para o seu consumidor final, como as lojas de roupas e os supermercados.

Por última, a empresa de serviços se dedica a prestar suporte para que o cliente tenha soluções para seus problemas. O trabalho do advogado ou de um consultor, por exemplo, se enquadra nesse ramo de atividade.

Por que pensar no ramo de atividade antes de abrir uma empresa?

Escolher o ramo de atividade adequado é o caminho ideal para reduzir erros e ter mais sucesso no empreendimento. Para tanto, é importante contar com um planejamento, além de conhecimento prévio.

Como todo negócio surge para atender às necessidades das pessoas, é recomendado que você invista em uma pesquisa de mercado. Essa ferramenta é eficiente para conhecer melhor quais são as demandas do seu ramo e também as expectativas do seu público-alvo.

A partir daí, você consegue não só qualificar a oferta, como a maneira como ela acontece.

Saiba COMO vender um produto com um planejamento estratégico INFALÍVEL

Com nosso GUIA COMPLETO suas vendas aumentar muito! Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

Como definir seu ramo de atividade: passo a passo

Definir o ramo de atividade requer uma série de cuidados e decisões para minimizar os riscos, principalmente relacionados aos investimentos.

Para ajudar você nessa tarefa, elaboramos um passo a passo.

Acompanhe!

1. Invista em uma área que você realmente gosta

Quando você se dedica a fazer algo que gosta, fica mais fácil lidar com a rotina e enfrentar os desafios do dia a dia. Além disso, em mercados cada vez mais competitivos, ter um propósito em tudo o que faz é fundamental para elevar as suas chances de sucesso. No entanto, não pense que tudo será fácil, mas pode ser menos complicado se você tiver afinidade com o ramo de atividade.

2. Tenha conhecimento do ramo de atividade

Como já adiantamos, é importante ter não só afinidade como conhecimento sobre o ramo de atividade no qual pretende atuar. Isso ajuda a minimizar os riscos de falhas na gestão, que poderiam comprometer todo o empreendimento.

É certo que, a depender da área, você vai precisar de conhecimentos mais ou menos sólidos sobre determinado assunto.

Uma forma de adquirir a sabedoria necessária para fazer a gestão do seu negócio é recorrer a cursos de capacitação e conversar com outros empreendedores mais experientes no ramo de atividade.

Como eles já fizeram esse caminho, podem ajudá-lo com algumas dicas.

3. Conheça seu público-alvo

É comum os empreendedores acreditarem e defenderem muito uma ideia, mas se esquecerem de considerar a aceitação do público-alvo.

Para não cair nesse erro, reflita sobre algumas questões:

  • As pessoas comprariam o produto ou serviço?
  • Que “dor” o produto ou serviço resolve?
  • É possível oferecer uma boa experiência com esse produto ou serviço?

Para responder a essas e outras perguntas, é importante ponderar as características do mercado no qual o negócio será inserido.

Um fábrica de roupas, por exemplo, deve saber quais são as tendências de tecidos, além de conhecer o preço médio por peça comercializado pela concorrência e quem são e onde estão os compradores para os seus produtos.

4. Fique de olho na concorrência

Já adiantamos que conhecer a concorrência é fundamental para ter sucesso no seu empreendimento.

No entanto, não se trata apenas de saber quantos e quem são esses concorrentes, mas a forma com que eles se posicionam no mercado e quais são os seus principais diferenciais.

Com uma pesquisa de mercado, você terá uma base de conhecimento para traçar as suas próprias estratégias e se destacar.

5. Mantenha uma visão de futuro

Para garantir o sucesso no segmento de atuação escolhido, é importante sempre pensar em médio e longo prazos. Isso porque, com o avanço da tecnologia e do mercado globalizado, um negócio que é rentável hoje, pode não ser daqui a cinco ou 10 anos.

Veja o exemplo do transporte urbano privado. Até pouco tempo atrás, só existiam os serviços de táxi. Hoje, o mercado é compartilhado com os aplicativos de mobilidade urbana.

As novas formas de fazer negócio, portanto, são capazes de transformar o cenário e, inclusive, mudar a cultura de consumo das pessoas.

6. Investimento

Para tirar as ideias do papel, você precisará de recursos financeiros. O ideal é que você já tenha uma boa reserva para dar o pontapé inicial. Mas, se a quantia não for suficiente, é possível recorrer a empréstimos.

Nesse caso, tenho o cuidado de comparar as opções e avaliar bem os riscos antes de contratar uma linha de crédito.

Se você quer quer o seu negócio mantenha as portas abertas por muito tempo – e com saúde – deve conhecer bem o mercado em que atua e tomar boas decisões.Por essa razão, definir corretamente o ramo de atividade é primordial para a vida de uma empresa.

Para elevar ainda mais as suas chances de sucesso, mantenha o bom senso, encontre o ponto de equilíbrio entre o que você gosta e o que o mercado precisa. E lembre-se sempre de considerar a visão de futuro do empreendimento.

Para apoiá-lo nessa jornada empreendedora, conte com a Azulis. A plataforma indica os melhores produtos e serviços para o seu negócio. Assim, você não perde tempo com processos burocráticos e complexos, e pode se dedicar mais ao que realmente interessa.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!