Tabela SAC: como funciona e vantagens ao utilizar o sistema

Por Redação Azulis

Descubra o que é tabela SAC, como funciona e de que maneira ela interfere na quitação de uma dívida de empréstimo ou financiamento.

tabela de sac

Quer descobrir o que é tabela SAC e como funciona

Então você chegou ao lugar certo. 

A tabela SAC é um sistema de amortização de dívida empregado em empréstimos e financiamentos. 

Portanto, saber como a tabela SAC funciona é essencial para organizar as finanças antes de realizar uma operação de crédito com o banco. 

Dessa forma, você toma a melhor decisão para o seu orçamento.

O que você vai ver neste artigo?

  • O que é tabela SAC 
  • Tabela SAC: como funciona
  • Tabela SAC x Tabela Price
  • Quando optar pela tabela SAC.

O que é Tabela SAC

Tabela SAC é a abreviação para Sistema de Amortização Constante. 

É um sistema de amortização de dívidas geralmente utilizado para calcular parcelas de pagamento de empréstimos e financiamentos.

Ou seja: ela afeta diretamente o quanto você paga pela operação de crédito.

Para entender a tabela SAC, é preciso ter em mente dois conceitos referentes a esses tipos de operações financeiras.

Um deles é o saldo devedor, que consiste no valor que o tomador de crédito ainda deve para o credor.

O outro é o próprio conceito de amortização: a diminuição do saldo devedor a cada mês, conforme o cliente paga as parcelas do empréstimo ou financiamento.

Ambos os conceitos são utilizados no cálculo da tabela SAC.

Tabela SAC: como funciona

Como o próprio nome sugere, a tabela SAC funciona com uma amortização constante, ou seja, com um valor fixo de amortização, acrescido de taxas e juros.

Com esse tipo de tabela de financiamento, as parcelas se tornam cada vez menores.

Ou seja, quanto mais perto do fim da dívida, menor é o valor da parcela, já que os juros incidem sobre o montante que o cliente ainda deve ao banco.

Esse tipo de crédito é bastante popular em financiamentos habitacionais.

“No SAC, você devolve o capital mais rápido para o banco, e por isso acaba pagando menos”, afirma Mauro Halfeld, no livro Como ganhar mais com seu dinheiro (Globo Livros, 2013).

Segundo o autor, é um sistema ideal para quem tem perfil financeiro conservador. 

Ou seja, para pessoas que não querem se arriscar ao fazer um empréstimo ou financiamento e preferem ter uma folga no orçamento no fim da dívida.

Tabela SAC x Tabela Price

Conforme vimos, a tabela SAC reduz progressivamente o montante sobre o qual os juros incidem em cada prestação de um empréstimo ou financiamento.

Logo, as prestações têm valores reduzidos a cada mês.

Mas existe ainda outro sistema de amortização referente a operações financeiras: a tabela Price.

Na tabela Price, as parcelas têm o mesmo valor sempre, desde o início ao fim da quitação da dívida.

Contudo o valor da amortização da dívida e os juros nem sempre têm o mesmo valor em cada parcela.

Geralmente, as primeiras prestações são destinadas ao pagamento de juros

Quanto mais perto do fim da dívida, maior é a amortização, mas menores são os juros.

Mas, na prática, isso significa que as parcelas de pagamento serão fixas durante toda a quitação da dívida.

A tabela Price é ideal para quem faz questão de ter parcelas fixas todos mês para garantir uma estabilidade no orçamento.

Vale fazer uma distinção: a tabela SAC é utilizado para contrato de financiamentos e empréstimos mais longos. Já a tabela Price é destinada, normalmente, a operações de curto prazo.

Quando optar pela tabela SAC

Agora que você está familiarizado com os sistemas de amortização, é hora de entender quando a tabela SAC é mais indicada.

Uma das vantagens da tabela SAC é o efeito psicológico no cliente: quanto mais as parcelas têm seu valor reduzido, mais satisfeito ele se sente, já que é possível sentir os impactos positivos no bolso

Mas há também outro benefício em termos financeiros. Com a tabela SAC, o tomador de crédito acaba pagando menos no fim das contas.

Afinal, na medida em que o cliente amortiza o saldo devedor, os juros diminuem. No futuro, quer dizer que a dívida fica cada vez menor.

Sendo assim, ela permite economizar no pagamento total do financiamento.

Uma desvantagem, no entanto, é que as parcelas iniciais têm valor mais alto. Então, é preciso verificar se você tem condições de quitar as primeiras prestações ao banco.

Para isso, o planejamento financeiro é essencial. Vale a pena fazer uma simulação do empréstimo ou financiamento antes de fechar o contrato.

Dessa forma, você sabe quais serão os valores das parcelas iniciais, usando a tabela SAC. Pode, assim, avaliar se as parcelas cabem no seu orçamento.

Lembre-se de que as parcelas não podem comprometer mais do que 30% da renda.

Se, ao fazer o planejamento financeiro, você avaliar que conseguirá pagar parcelas iniciais mesmo com valor mais alto, então a tabela SAC é a mais vantajosa.

E aí, ficou mais fácil entender a tabela SAC e como ela funciona?

Aqui na Azulis, a gente descomplica informação financeira para que você tome as melhores decisões financeira e fique sempre com o orçamento no azul.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!