Lucro líquido: margem, fórmula e como calcular

Por Redação Azulis

Quer saber tudo sobre o lucro líquido e por que ele é importante para monitorar o desempenho da sua empresa?

Lucro líquido

Quando pensamos em lucro, sabemos que ele é a margem entre o capital de entrada e saída de uma empresa — ou seja: o excedente que fica no seu caixa no final do mês e do ano, se tudo estiver indo bem. 

Mas como saber exatamente quanto sobra do faturamento considerando todos os custos envolvidos?  Essa é a função do lucro líquido, que você vai conhecer melhor e aprender como calcular neste artigo. Fique com a gente e garanta sua saúde financeira.

5 dicas imperdíveis para vender mais!

Aumente seus lucros com nosso guia! Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

O que é lucro líquido

No contexto empresarial, existem diversos tipos de lucro, como o bruto, real, líquido e líquido ajustado. O termo lucro líquido, especificamente, diz respeito ao ganho real de qualquer atividade econômica, já descontados seus custos.

Ou seja, se você é dono de um restaurante e teve um lucro bruto de R$ 1.000,00 em um dia de operação, por exemplo, significa que você só considerou os custos variáveis no cálculo — tais como ingredientes e impostos.

Para chegar ao lucro líquido, você ainda precisa subtrair todos os seus custos fixos de funcionamento, como funcionários, contas de consumo, aluguel, entre outros.

Ou seja: podemos dizer que o lucro líquido é o que sobra limpo no caixa depois de retirar todos os gastos — relacionados ou não à sua produção. E, para o negócio se manter ou prosperar, é claro que o resultado deve ser sempre positivo. A seguir, vamos explorar mais a fundo as diferentes modalidades de lucro e suas diferenças.

Lucro líquido x lucro bruto

O lucro líquido é um dos indicadores mais importantes, mas ele não é a única forma de acompanhar o saldo das entradas e saídas do seu negócio. Para traçar a melhor estratégia de produção e calcular o retorno gerado a partir dela, pode-se lançar mão do lucro bruto. Isso porque, no caso do lucro bruto, são descontados apenas os custos variáveis: aqueles que variam de acordo com a quantidade de unidades produzidas ou clientes atendidos, por exemplo.

São exemplos de custos variáveis a matéria-prima utilizada na produção, comissões de vendas, despesas de frete e todos os gastos que sobem conforme aumenta o número de itens ou volume produzido.

SAIBA+AZULIS: Business plan: como fazer um bom plano de negócios

Logo, para calcular esse indicador, basta usar a fórmula:

  • Lucro bruto = Receita Total – Custos Variáveis

Portanto, o lucro bruto é útil para medir os ganhos de acordo com a variação da produção, servindo como base para melhorar processos.

5 dicas imperdíveis para vender mais!cwb

Aumente seus lucros com nosso guia! Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

Lucro líquido x lucro real

O lucro real é um modelo tributário em que os impostos a serem pagos são calculados sobre o lucro líquido obtido no período. Ou seja, o lucro real é proporcional ao lucro líquido da empresa, e os encargos podem ser maiores ou menores de acordo com os ganhos apurados no período.

Lucro líquido x lucro líquido ajustado

Vimos que o lucro líquido é a diferença entre a receita total da empresa e seus custos fixos e variáveis, assim como tributações. Já o lucro líquido ajustado é o lucro líquido que leva em consideração qualquer alteração extraordinária nos bens e despesas da empresa, como investimentos recebidos, venda de ativos, despesas não recorrentes, fusão com outras empresas, etc.

SAIBA+AZULIS: Entenda o ciclo PDCA e suas etapas

Como calcular o lucro líquido

Agora que você já conhece os diferentes tipos de lucros, que tal algumas dicas para calcular o lucro líquido? Veja o que fazer para acertar na análise financeira:

Aplique a fórmula correta

Como explicado acima, o lucro líquido pode ser considerado o lucro efetivo, uma vez que já contabiliza todos os custos de produção e operação da empresa.

Voltando ao exemplo do restaurante, vamos supor que a receita total em um mês de operação tenha sido de R$ 100 mil.

Ao somar os custos fixos e variáveis desse mesmo período, chegamos ao valor de R$ 86 mil, contando salários, ingredientes, aluguel, contas e todos os gastos necessários nesse tipo de estabelecimento.

Então, é só aplicar a fórmula do lucro líquido:

  • Lucro Líquido = Receita Total – Custo Total (custos fixos e variáveis)
  • R$ 100.000,00 – R$ 86.000,00 = R$ 14.000,00

Ou seja: o restaurante terminou o mês no azul, com R$ 14 mil de saldo positivo no caixa.

Nunca deixe de fazer as contas

Independentemente da sua motivação para empreender, é o lucro que garante a sobrevivência e prosperidade do seu negócio. E para não se perder entre os números, você precisa acompanhar de perto os indicadores financeiros da sua empresa. Depois de compreender os conceitos de lucro bruto e lucro líquido, você está pronto para traçar um bom plano de negócio.

Saiba que reduzir custos nem sempre é a resposta

Economizar nos custos parece sempre uma boa saída para aumentar a margem de lucro, não é mesmo? Mas cuidado. Reduzir custos em itens que podem ajudar o seu negócio a crescer não é uma decisão muito sábia. Afinal, se a qualidade do produto diminuir ou o atendimento for comprometido, por exemplo, você pode encarar uma verdadeira queda livre nas vendas. Esse tipo de estratégia deve ser planejada com cautela, a partir de uma clara visão do público alvo e dos objetivos do negócio.

Aprenda a calcular a margem de lucro

Para acompanhar de perto a saúde financeira do seu negócio, um dos indicativos mais importantes é a margem de lucro. Isso porque, a partir dela, você terá uma visão mais clara sobre a efetividade da sua operação. Para calcular a margem de lucro, basta usar a regra de três: dividindo o lucro pela receita total e multiplicando o resultado por 100 (para obter o resultado percentual).

Para ficar mais claro, vamos pegar o exemplo do restaurante que obteve os R$ 100 mil em um mês e teve custos de R$ 86 mil no mesmo período.

  • Receita total: R$ 100.000
  • Custos: R$ 86.000
  • Lucro: R$ 100.000 – R$ 86.000 = R$ 14.000
  • Margem de lucro: R$ 14.000 / R$ 100.000 = 0.14 x 100 = 14%

Portanto, a margem de lucro do restaurante nesse caso foi de 14%. Esse resultado serve como base para investidores e instituições financeiras analisarem a estabilidade e prosperidade do negócio — ou seja, se vão investir e fornecer crédito para essa iniciativa.

Conte com softwares que facilitam cálculos

Quando pegamos números redondos e exemplos fictícios, as fórmulas podem até parecer simples. No entanto, manter a organização financeira em meio a uma avalanche de registros pode ser um verdadeiro desafio. Se você está se sentido sobrecarregado com tantos números, felizmente hoje existem softwares e calculadoras online que podem auxiliar você a cumprir estas tarefas de maneira muito mais tranquila.

Da mesma forma, as soluções de cobrança da Azulis estão disponíveis para ajudar você a escolher a melhor maquininha de cartão, emitir boletos e aprender sobre gestão financeira. Seguindo essas dicas, certamente você será capaz de tomar as melhores decisões para deslanchar de vez o seu negócio. Então, preparado para calcular o lucro líquido dos seus negócios?

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!