CPTM e Sebrae vão capacitar vendedores ambulantes do “Shopping Trem”

Por Maria Teresa Lazarini

O objetivo do projeto é diminuir o comércio irregular e estimular o empreendedorismo. Oficinas ocorrerão a partir de dezembro em São Paulo

cptm

“É mercadoria de Moscow, moscou guarda levou”. Esse é um dos diversos jargões que ambulantes irregulares usam para conquistar clientes nos trens da cidade de São Paulo. Por ser uma profissão ainda não permitida nas linhas, os vendedores abusam da criatividade para tentar vender produtos e fugir da fiscalização. Mas, para o Sebrae, esse potencial de venda dos ambulantes deve ser aproveitado para o empreendedorismo.

Na última segunda-feira (25), a instituição divulgou uma solução para unir o útil ao agradável, ou seja, diminuir o comércio irregular e também incentivar a formalização de negócios. Em parceria com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), serão realizadas oficinas para capacitar os ambulantes a abrir uma empresa própria. Para o projeto piloto, já estão agendadas duas turmas, com início em 04/12 na estação Engenheiro Goulart, que pertence às linhas 12-Safira e 13-Jade.

Por meio de oficinas, o Sebrae planeja ensinar os ambulantes a abrir opções simplificadas de empresa. Regimes como Eireli e Microempreendedor Individual (MEI) são alternativas mais adequadas para o pequeno empreendedor. Um dos motivos é a menor tributação: por meio de recursos como o DAS, o MEI consegue pagar todos os impostos em uma só guia.

Além disso, o Sebrae também dará dicas sobre temas como marketing e identidade visual de marca. Outro pilar do projeto é permitir que, após estarem capacitados, os vendedores consigam buscar crédito com o apoio do Estado, com ajuda da agência Desenvolve SP e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

A CPTM também promete auxiliar nos novos negócios dos ex-ambulantes. Após concluir o mapeamento das estações, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, diz que serão lançados alguns espaços gratuitos para os vendedores (já formalizados) venderem seus produtos. No entanto, a CPTM ressalta que a fiscalização continuará a toda força e que a proibição do “Shopping Trem” permanecerá.

É possível se inscrever nas oficinas clicando aqui.  

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!