Employer branding: o que é e como atrair os melhores talentos

Por Redação Azulis

O employer branding é um pilar essencial do RH para a atração e retenção dos maiores talentos. Descubra como aplicá-lo.

A manutenção da satisfação dos colaboradores dentro do ambiente de trabalho ganhou muita força nos últimos anos, visto que o engajamento de uma marca está muito atrelado com o comprometimento e a produtividade da sua equipe interna. E é exatamente nesse contexto que surge um conjunto de estratégias chamado employer branding, com o intuito central de garantir uma imagem positiva da marca por meio do envolvimento dos funcionários.

O que é employer branding?

Em termos gerais, employer branding consiste em um conjunto de estratégias que visa garantir que a marca tenha uma presença forte frente aos consumidores. No entanto, o seu foco volta-se para a garantia do bem-estar dos colaboradores dentro do seu ambiente de trabalho.

Esse tipo de processo complementa as áreas de recursos humanos (RH) e de gestão de pessoas, visto que foi observado que a atenção ao nível de satisfação dos colaboradores deveria envolver todos os setores da empresa, e não apenas um.

Nesse contexto, há a formação de um ciclo, pois o bem estar dos colaboradores vai aumentar a produtividade e criar uma boa reputação da marca, o que irá levar bons profissionais de fora a desejarem trabalhar na empresa. Dessa forma, torna-se possível selecionar e manter os profissionais mais qualificados dentro do seu empreendimento.

Vale ressaltar que esse é um processo lento, ou seja, sua empresa não vai ver os resultados de um dia para o outro, pois a formação de uma boa reputação requer tempo.

Contudo, a partir do momento em que sua empresa conseguir instaurar uma boa imagem dentro do mercado, os resultados virão de forma rápida e gradual, fortalecendo cada vez mais a reputação da marca.

Importância do employer branding para o RH

Aumento da proatividade

Uma das maiores dificuldades das empresas na atualidade é manter a produtividade diária de seus funcionários alta.

Segundo dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), grande parte das empresas brasileiras não consegue uma alta proatividade de seus funcionários, mesmo utilizando abonos por assiduidade.

Esse estudo torna evidente que apenas os aumentos salariais não são suficientes para aumentar a produtividade dentro de uma empresa.

Porém, ao prezar pelo conforto do colaborador, o employer branding faz com que este se sinta parte da marca, ou seja, o crescimento da empresa será o seu crescimento.

Dessa forma, esse conjunto de estratégias torna-se uma das melhores maneiras de aumentar a proatividade dentro da sua empresa, pois seus funcionários trabalharão em prol da marca e não do salário.

Diminuição da rotatividade dos profissionais

Um alto índice de rotatividade é um dos maiores inimigos do crescimento das empresas, pois causa prejuízos financeiros, perda de confiança na marca, queda na produtividade, complicações no andamento do serviço, fuga de conhecimento, dentre outros diversos complicadores.

Além disso, a formação de uma equipe de confiança formada por bons profissionais familiarizados com o andamento do serviço é essencial para o fortalecimento da imagem da marca.

Desse modo, o objetivo do employer branding é criar estratégias que possibilitem a formação de um ambiente agradável dentro da empresa, que favoreça a permanência dos colaboradores ali, além de permitir selecionar aqueles que mais estão envolvidos com os valores da firma.

Atração de talentos

A concorrência cresce cada vez mais dentro do mundo dos negócios, entretanto, esse cenário não é valido apenas para os clientes, mas também para os colaboradores. Torna-se cada dia mais evidente que as empresas precisam se adaptar para conseguir atrair bons profissionais para dentro de suas equipes.

Nesse contexto, a atração de talentos é um dos principais focos do employer branding, visto que não basta apenas elevar o nível de satisfação dos colaboradores, é importante que estes sejam profissionais de referência naquilo que fazem.

Assim, por meio de algumas estratégias, o employer branding cria uma boa reputação da marca voltada para a forma de tratamento dos colaboradores, atraindo os bons profissionais, que desejarão fazer parte da firma, e garantindo ainda mais o respeito dos clientes.

Como usar o employer branding para atrair talentos?

Como foi discutido acima, a atração de talentos é uma das vantagens da utilização do employer branding na sua empresa. Dessa forma, agora vamos dar algumas dicas de estratégias para que você alcance esse objetivo utilizando esse processo.

Defina sua persona

Persona é um conceito utilizado no marketing para designar o cliente ideal, ou seja, monta-se um personagem fictício com todas as características mais comuns no seu público-alvo. Essa atividade facilita um posterior direcionamento estratégico para esse grupo.

Dessa forma, trace todas as características do profissional ideal que você deseja atrair para a sua empresa (sexo, idade, estado civil, dentre outros). Essa etapa é essencial para a realização de grande parte das outras estratégias envolvidas nesse processo, pois é necessário conhecer o perfil do profissional que você deseja antes de contratá-lo.

Faça um planejamento

Por ser um projeto que demanda tempo, o employer branding necessita de um planejamento muito bem estruturado.

Desse modo, a montagem de um cronograma com as estratégias que serão usadas pode ser um facilitador do trabalho, sendo necessário verificar a viabilidade dessas, mediante a atual situação de sua empresa e do perfil do seu público-alvo.

Além disso, é preciso estabelecer quais serão os indicadores utilizados para mensurar os resultados de cada uma das estratégias utilizadas.

Conheça as experiências dos colaboradores

Saber como está sendo a experiência do colaborador dentro da empresa é um dos pontos mais importantes do employer branding, pois você não constrói a imagem da sua marca por meio da sua visão, mas sim por meio da percepção do outro, ou seja, os talentos que estão de fora terão a imagem da empresa pela visão dos colaboradores.

Dessa forma, demonstre interesse pelas experiências dos seus funcionários dentro da empresa, descubra qual é a visão deles sobre os valores da firma e como eles têm avaliado as suas iniciativas. Não se esqueça, não basta apenas fazer, é preciso que a equipe veja.

E então, você gostou da leitura desse texto? Dê uma conferida nos nossos outros conteúdos sobre esse assunto no nosso site.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!