Descubra ameaças e oportunidades, com análise SWOT

Por Redação Azulis

Identificar ameaças e oportunidades é um dos objetivos principais de qualquer negócio que queira acelerar seu crescimento.

ameaças e oportunidades

Ao analisar as oportunidades do mercado, a empresa tem a chance de gerar diversos insights e elaborar planejamentos estratégicos. Já a análise das ameaças, serve como precaução de riscos que podem afetar a companhia.

Para conseguir identificar esses fatores, os gestores utilizam a análise SWOT, uma técnica de planejamento estratégico de negócios. Quer saber o que é esse método e como ele funciona? Continue a leitura!

SAIBA+AZULIS: Entenda o ciclo PDCA e suas etapas

Saiba como gerenciar seu negócio!

Confira as melhores ferramentas para gestão e faça seu negócio decolar Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

O que é SWOT?

SWOT é o acrônimo de Strenghts, Weaknesses, Opportunities e Threats — Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, respectivamente, em português.

Também conhecida como FOFA ou FFOA no Brasil, a ferramenta é utilizada para realizar planejamentos estratégicos e tomar decisões antes de implementar projetos que possam gerar grande impacto para a empresa. A partir da análise SWOT, é possível fazer o disgnóstico completo do atual momento do negócio, e ainda identificar oportunidades e riscos — tanto internos como externos.

As forças e fraquezas estão relacionadas à análise interna. Nesse momento, os pontos positivos da companhia, ou até mesmo do projeto que será implementado, são colocados em pauta. Os fatores internos estão sob o controle da empresa, sendo assim, podem ser alterados a qualquer momento, a partir de novas estratégias.

A análise externa já é diferente. Em se tratando do ambiente externo, quando são destacadas as oportunidades e ameaças, a empresa não tem como controlar, já que ele envolve a análise de mercado, fornecedores, concorrência, política, cultura etc.

Após a análise de todos os fatores, conseguimos construir uma matriz 2×2, a Matriz SWOT, a fim de obter o panorama do negócio ou do projeto e verificar se há mais chances para o sucesso.

Antes de aprendermos como montar uma Matriz SWOT na prática, é necessário entendermos um pouco melhor o significado dos fatores que devem ser analisados:

Forças

Esse fator está relacionado a todas as vantagens da sua empresa em comparação com a concorrência. Em outras palavras, trata-se dos principais diferenciais do negócio em relação ao restante do mercado.

Está com dúvidas para definir seus pontos fortes? Então, responda as perguntas a seguir:

  • Tem alguma vantagem competitiva? Qual?
  • Seus clientes são engajados?
  • Em quais atividades a sua empresa mais gera lucro?
  • A equipe de vendas é unida e produtiva?
  • Sua empresa está em uma localização privilegiada?
  • Você sabe economizar com a sua empresa?

Fraquezas

As fraquezas envolvem tudo aquilo que prejudica o crescimento do seu negócio. Pense nos principais obstáculos internos que atrapalham a eficiência do trabalho. Caso tenha dificuldade, responda às seguintes perguntas:

  • Por que seus clientes não são engajados?
  • Sua empresa está presente nas redes sociais?
  • A equipe atual é capacitada o suficiente?
  • Há muitos inadimplentes
  • Seus colaboradores não são motivados?
  • Tem dificuldade de fazer a gestão da sua carteira de clientes?

Vários fatores podem estar envolvidos em uma fraqueza. Portanto, depois de identificá-los, faça a análise individualmente.

Ameaça

Relacionadas ao ambiente externo, as ameaças são todos os fatores que impactam negativamente a sua empresa, podendo prejudicar não apenas seu planejamento estratégico, como retardar o seu crescimento.

Concorrências agressivas, mudança de leis que afetam em sua operação e crise econômica são exemplos de obstáculos externos que você está sujeito a enfrentar. Sendo assim, é importante pensar em estratégias prévias para minimizar seus efeitos

Oportunidades

Ao contrário das ameaças, as oportunidades são situações externas que influenciam seu negócio positivamente, desde que você saiba aproveitá-las. É por isso que é fundamental criar o hábito de fazer pesquisas ou planejamentos de forma prévia para se preparar.

Veja exemplos de oportunidades que você pode encontrar:

  • Investimentos externos;
  • Parceria estratégica;
  • Aumento do crédito do consumidor.

SAIBA+AZULIS: Ferramentas de gestão: o que são e quais as principais?

Como fazer a matriz SWOT?

Faça um brainstorming

Por mais que a análise SWOT pareça complicada, não se preocupe. Depois de reunir todas os dados, você vai perceber que ela é bastante prática e ágil. A propósito, esse é exatamente o primeiro passo para criar a matriz: o levantamento de informações.

Para completar essa etapa, o mais recomendado é contar com a ajuda dos seus colaboradores, já que são eles que têm que lidar diretamente com todos os pontos fracos e fortes da empresa.

Prepare uma reunião de equipe e adote a estratégia de brainstorming — chuva de ideias, em tradução livre. Depois disso, anote todas as ideias. Não se preocupe com a quantidade nesse momento, você fará o resumo as informações coletadas quando montar a matriz.

Analise os fatores internos e externos

Depois da “chuva de ideias”, é o momento de analisar os fatores internos e externos do negócio. Como já falamos, a análise interna envolve as forças e fraquezas dentro da sua empresa. Localização, reputação, recursos humanos, materiais e equipamentos, marketing, entre outros, são características que você tem controle e, portanto, devem fazer parte dessa análise. A questão agora é avaliar se cada uma delas é positiva ou negativa na empresa.

Uma boa dica é dar mais importância para aquelas características centrais do seu segmento. Por exemplo, para um restaurante, os pontos mais importantes são a localização e o atendimento. Já em um escritório de advocacia, a credibilidade e o suporte.

As oportunidades e ameaças fazem parte da análise externa, ou seja, suas existências não dependem das atitudes da empresa — no entanto, isso não impede de influenciarem o seu futuro.

Na análise SWOT, você consegue identificar quais fatores externos podem impactar o seu negócio e como agir diante disso. Empresários que se preparam com antecedência e analisam as tendências do mercado, política e clientes estão mais preparados para aproveitar futuras oportunidades e diminuir os danos das ameaças.

Monte a Matriz SWOT

O primeiro passo para montar a matriz é resumir ao máximo as ideias que você anotou no brainstorming. Foque na objetividade, pois você precisa ter uma visualização rápida de todos os dados quando a matriz estiver pronta.

Uma boa dica é organizar todas as informações por ordem de relevância, para priorizar o que mais impacta a sua empresa no momento atual.

Em seguida, faça um quadro 2×2, de modo que os fatores internos, forças e fraquezas, fiquem na parte superior, e os externos, ameaças e oportunidades, na inferior.

Os pontos positivos, forças e oportunidades, devem ser colocados no lado esquerdo, e os negativos, ameaças e fraquezas, no direito.

Com a matriz organizada, ficará muito mais simples analisar e cruzar informações para descobrir se o seu planejamento estratégico pode ser bem-sucedido ou não.

A análise SWOT é um método eficiente que auxilia as pessoas a identificarem ameaças e oportunidades em torno do negócio. Além de ajudar na tomada de decisão, essa ferramenta permite a análise profunda do negócio, sendo uma grande aliada na busca por bons resultados.

Gostou de aprender o passo a passo da análise SWOT? Então, continue lendo o nosso conteúdo! Aproveite para aprender a fazer uma gestão de vendas bem-sucedida!

Saiba como gerenciar seu negócio!

Confira as melhores ferramentas para gestão e faça seu negócio decolar Política de Privacidade

Acesse seu E-mail para baixar o conteúdo.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!