Descubra o que é ERP e para que serve na prática

Por Redação Azulis

Imagine um painel de controle completo, 100% digital, onde cabem todas as informações, processos e tarefas da sua empresa.

Você sabe o que é ERP e para que serve esse sistema?

Com ele, você consegue integrar todas as áreas do negócio, compartilhar documentos, acompanhar vendas e obter relatórios em tempo real.

Esse é o ERP: um sistema único que reúne todos os dados do seu negócio, para agilizar sua gestão e aumentar a produtividade da equipe.

Quer conhecer melhor essa solução empresarial definitiva?

Siga a leitura e aprenda a escolher a sua.

O que é ERP

Para entender o que é ERP e para que serve, podemos partir da tradução da sigla: Enterprise Resource Planning significa Sistema Integrado de Gestão Empresarial.

Logo, estamos falando de um sistema de gestão que centraliza todos os dados e processos de uma empresa em um único ambiente digital, de forma totalmente integrada.

Ele funciona como uma central de informações com módulos e funções específicos para cada área do negócio, integrando todos os dados necessários para o controle geral da organização.

Dessa forma, todos os membros da empresa têm acesso às informações de que necessitam e ficam conectados pela plataforma, agilizando as tarefas e processos do dia a dia.

Imagine que a equipe de vendas finalizou um pedido e o financeiro, na mesma hora, emitiu uma nota fiscal, enquanto o pessoal do estoque já está separando o produto.

Essa agilidade é possível graças ao ERP, que automatiza várias tarefas, acelera rotinas e conecta todas as áreas do negócio.

Não à toa, 95% das empresas afirmam que seus processos foram otimizados depois da adoção do sistema, de acordo com o estudo 2018 Panorama Consulting Solutions ERP Report.

Para dar conta de todas as atividades de uma empresa, esses sistemas contam com módulos para as áreas de produção, vendas, RH, financeiro, marketing, entre outros departamentos.

Para que serve o ERP

Já deu para ter uma ideia do que é ERP e para que serve nas empresas, certo?

Então, vamos explorar algumas vantagens e funcionalidades do sistema.

Automatização de tarefas

Uma das principais funções do ERP é automatizar tarefas cotidianas na empresa, poupando tempo e esforço dos colaboradores.

No exemplo da integração entre vendas, financeiro e estoque, vemos como um lançamento automático no sistema pode fazer diferença na produtividade da equipe e satisfação do cliente.

Com um módulo de gestão comercial adequado, por exemplo, os funcionários podem emitir documentos, acompanhar os pedidos no sistema e organizar suas vendas sem perder tempo com planilhas e papelada.

Na outra ponta, a equipe do financeira terá acesso completo às informações de vendas em seu módulo e poderá agilizar o pagamento e liberação dos produtos, com a possibilidade de emitir documentos em lote e dar baixa de forma automática.

Mais segurança e transparência

Ao implementar um ERP, a empresa garante mais segurança para os seus dados, graças às tecnologias de criptografia e controle de acesso às informações.

Além disso, a comunicação interna fica mais eficiente e todos têm acesso aos dados necessários, compartilhando tudo o que precisam dentro do sistema.

Controle total sobre as operações

Com o ERP, você sabe exatamente o caminho percorrido desde a produção até a entrega dos produtos, ou desde a assinatura do contrato até a prestação do serviço.

Isso porque o sistema registra todas as etapas operacionais da empresa e acumula um histórico valioso, permitindo o máximo controle das vendas, estoque, finanças e demais processos.

Apoio à tomada de decisão

Com uma central de dados completa, é muito mais fácil obter relatórios valiosos para tomar decisões.

Por isso, o ERP é um aliado estratégico da gestão, que oferece insights sobre todos os processos e aponta os caminhos mais promissores para a liderança.

Como escolher um ERP

Agora que você sabe o que é ERP e para que serve, precisa aprender a escolher o sistema ideal para a sua empresa.

Siga os critérios abaixo e garanta a melhor solução.

1. Mapeie os processos da empresa

Antes de escolher seu ERP, é importante que você mapeie os processos da empresa e descubra onde estão as falhas e gargalos da operação.

Será que falta comunicação entre o comercial e o financeiro? O marketing está sem acesso aos dados de vendas? Há falhas na gestão do estoque?

Assim, você sabe exatamente que tipo de solução procurar para alinhar esses processos.

2. Escolha uma solução modular

Há vários tipos de softwares ERP disponíveis no mercado, e você deve priorizar as soluções modulares — que permitem a escolha e personalização de módulos.

Dessa forma, você consegue selecionar as funções essenciais para sua empresa e integrar todas as áreas.

3. Priorize a estabilidade e segurança

As soluções em nuvem estão em alta no mercado, mas você deve ficar atento à estabilidade e segurança do fornecedor.

Certifique-se de que a empresa utiliza os protocolos de segurança adequados e conta com servidores robustos, além de se informar sobre a disponibilidade de suporte.

4. Leve a usabilidade em consideração

Não adianta ter um excelente ERP que ninguém consegue utilizá-lo no dia a dia.

Por isso, lembre-se de checar se o sistema é intuitivo e fácil de usar, para que a adaptação dos colaboradores seja rápida e tranquila.

A Azulis, por exemplo, faz questão de simplificar ao máximo as soluções de cobrança e pagamentos para empresas, oferecendo uma plataforma digital prática e acessível.

Ainda não chegamos ao ERP, mas você já pode conferir os conteúdos exclusivos e funcionalidades como o comparador de maquininhas, emissão de boletos e lembretes para MEI.

E então, já sabe como escolher o melhor ERP para sua empresa?

Aproveite as dicas para selecionar a plataforma ideal e assumir o controle do seu negócio. 

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!