Tipos de liderança: Saiba como se tornar um bom líder

Por Redação Azulis

Saiba quais são os tipos de liderança e como influenciam o ambiente de trabalho de maneiras diferentes.

Tipos de liderança

O clima organizacional, a produtividade e até mesmo o comportamento dos colaboradores podem ser influenciados de maneira positiva ou negativa, dependendo do tipo de liderança exercido na empresa.

Por isso, é importante reconhecer o papel de um líder nas organizações porque eles são capazes de influenciar os resultados dos negócios de forma significativa. Acompanhe o artigo abaixo e entenda o significado de liderança e quais os principais tipos de líderes. Descubra também quais as características de um bom líder e como se tornar um guia de sucesso. Vamos lá?

O que é liderança?

Para conhecer os vários tipos de liderança, é essencial compreender o que significa, de fato, ser um líder. O papel da liderança dentro de uma organização sempre foi muito debatido no mundo corporativo, uma vez que há a consciência da relevância da figura do líder dentro da empresa. Mas afinal, o que é liderança?

Cargo x liderança: qual a diferença?

Muitas vezes profissionais assumem posições de chefia e acreditam que ter capacidade técnica para o cargo, que nada mais é que uma função nominal, os qualifica como líderes.

Porém, na realidade não é bem assim. Um estudo sobre Síndrome de Burnout, realizado em 2018 pela Gallup, empresa de pesquisa de opinião dos Estados Unidos, com mais de 7.500 trabalhadores, apontou que cerca de 50% se sentiam inseguros com o trabalho e a relação ao seu líder. O estudo também constatou que:

  • 23% sentiam-se esgotados no trabalho com muita frequência ou sempre;
  • 44% sentiam-se esgotados às vezes;
  • 33% não tinham qualquer tipo de esgotamento.

O resultado do estudo mostrou que companhias estão enfrentando uma crise devido ao burnout. E os tipos de liderança têm tudo a ver com isso.

Tipos de liderança: conheça as principais

O desafio de um líder está em saber quando aplicar cada estilo, com quem e em que circunstâncias.  Vamos ver alguns?

Autocrático

Dentre os tipos de liderança, este é o que mais foca no líder. Na liderança autocrática, as decisões são tomadas de cima para baixo, sem consulta ou escolha dos colaboradores geridos por ele neste processo. Aqui, o líder é visto como um “chefe”, difícil de se aproximar e de ser questionado.

Tóxico no ambiente de trabalho

Em geral, este tipo de líder apresenta traços de comportamento dominador e costuma dar ordens esperando a execução das tarefas sem questionamentos. É temido pelo restante da equipe, que fica tensa durante os períodos em que ele está presente.

Times sob seu domínio podem apresentar sinais de tensão, frustração e burnout, o que resulta em falta de motivação, licenças e demissões. De acordo com diversas pesquisas internacionais, pessoas não deixam empresas, elas abandonam seus gestores. Os maus chefes foram apontados por 85% como razão suficiente para se demitir de um lugar.

Se sua empresa apresenta ótimos benefícios, mas tem uma alta taxa de rotatividade, talvez seja hora de observar o relacionamento entre lideranças e colaboradores.

Democrático

Se o líder autocrático é temido, o democrático é respeitado. Dentre os tipos de liderança, esta é uma das mais equilibradas, pois pensa no bem-estar emocional da equipe e sabe ouvir opiniões e sugestões, criando um espaço seguro para o diálogo – mas sem perder jamais a autoridade.

Disposto a ouvir

O líder democrático é um canal aberto para seus liderados. Suas opiniões são ouvidas e podem ser consideradas nas decisões.

Inserir ativamente outros membros da equipe neste processo de desenvolvimento de soluções faz com que todos se sintam parte importante dos resultados. Ter suas ideias levadas em conta e sentir-se seguro para expressar-se é um grande motivador para muitos funcionários.

Aqui, o líder é um facilitador dos processos. Com oportunidades reais de crescimento, equilíbrio entre volume de trabalho e tempo para a vida privada, bom clima organizacional e encorajamento do líder, a produtividade de todas com certeza será maximizada.

Liberal

Aqui, o líder acredita plenamente no potencial de seus colaboradores, seja este já existente ou a ser desenvolvido. A equipe possui a liberdade de tomar suas próprias decisões quanto às tarefas a serem executadas. Ele quer ver resultados, mas não acredita que precisa guiar cada colaborador em todos os passos do caminho.

Qualificação e flexibilidade

Este tipo de liderança é mais adequado quando a equipe já é mais madura e os profissionais experientes e qualificados para a tomada de ação e gerenciamento de metas sem supervisão constante.

Porém, uma equipe sem liderança direta pode se tornar mais relapsa e acabar não entregando os resultados desejados. Para que um trabalho de qualidade continue a ser desenvolvido, o ideal é equilibrar a liberdade na tomada de decisão com feedbacks e atualizações programadas entre liderado e líder. Isso porque o papel do líder, além de confiar em seus subordinados, é guiá-los e impulsionar o crescimento da produtividade.

Situacional

O líder situacional sabe se adaptar ao que o momento exige: pode ser liberal em alguns momentos, autocrático quando necessário e democrático na busca de ideias com seus liderados. O seu perfil de gestão é um dos mais buscados pelas empresas, pois consegue combinar flexibilidade, inteligência, clareza e objetividade no dia a dia do escritório.

Perfil de sucesso

Paul Hersey e Kenneth Blanchard, criadores da Teoria da Liderança Situacional, esclarecem que para alcançar alto desempenho, o líder situacional tem o papel de fomentar várias formas de liderança. Ou seja, ser capaz de assumir novos papéis em cada situação.

Para exercer bem esse perfil, é fundamental ter a habilidade de avaliar pessoas e contextos de maneira a identificar habilidades e comportamentos, e agir de acordo.

A partir da observação de sua equipe, é possível perceber qual estilo de liderança funciona melhor e qual não ajuda a tirar o melhor de seus colaboradores.

SAIBA+AZULIS: Inteligência emocional no trabalho: o que é e como desenvolver

Principais características de um bom líder

A fórmula do sucesso utilizada algumas décadas atrás não mais serve como modelo para os gestores do século 21. Não existe um modelo único de liderança a ser seguido, mas há algumas características comuns que ajudam a identificar bons líderes.

  • Assumem a responsabilidade por seus erros;
  • São adaptáveis às mudanças;
  • Pedem ajuda e sabem que são falhos;
  • Reconhecem e incentivam talentos;
  • Estudam e buscam constante aprimoramento;
  • Respeitam opiniões e perfis diferentes do seu;
  • Oferecem e gostam de receber feedbacks construtivos;
  • Buscam novas formas de solucionar problemas;
  • Acreditam nas pessoas e buscam conhecê-las;
  • Trabalham com inteligência emocional;
  • Têm um propósito claro e trabalham para atingi-lo.

Algumas pessoas naturalmente possuem uma inclinação natural a certos tipos de liderança, mas as características de todos os tipos podem ser desenvolvidas com a prática.

SAIBA+AZULIS: Conheça 7 maneiras de motivar sua equipe

Como se tornar um bom líder?

Ao pensar em grandes líderes, a imagem que nos vêm à cabeça é a de pessoas como Martin Luther King, Steve Jobs, Mandela, Obama, Angela Merkel, Nancy Pelosi, por exemplo. Pessoas que parecem já ter nascido com a habilidade nata para liderar.

A partir daí pode surgir a pergunta: “Eu tenho o necessário para liderar?”. Apesar de muitos acreditarem que a condição de líder nato, não é claro nem simples, algumas características de liderança são intrínsecas à pessoa, porém outras podem ser desenvolvidas com treinamento e experiência, tais como:

  • Suas habilidades pessoais;
  • Autoconhecimento e a gestão emocional;
  • Seus conhecimentos e expertise;
  • A escuta – busque ouvir (de verdade) e se importar com os outros;
  • Desenvolva sua capacidade de tomar decisões;
  • Tratar bem os colaboradores.

Vamos fazer um exercício? Faça uma lista de quais características você tem e quais precisa desenvolver? Se tornar um bom líder é uma combinação de aprimoramento constante e a capacidade de acreditar em si próprio e nos outros.

Em busca de uma empresa de confiança para auxiliar você a ter mais tempo para focar na gestão participativa de seu negócio? Conheça nossos serviços no site da Azulis

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!