Gestão participativa na empresa: vantagens e como implantar

Por Redação Azulis

Entenda melhor sobre esse tipo de gestão, que descentraliza o poder de decisão, trazendo mais igualdade aos colaboradores

A gestão participativa é um modelo que distribui o poder de decisão na empresa e aumenta o engajamento dos colaboradores.

É uma boa alternativa para quem busca valorizar o capital humano do negócio e criar um processo de tomada de decisão mais assertivo.

Mas como implementar a gestão participativa na empresa?

Não é uma tarefa simples.

Afinal, nenhum processo de transição é fácil, porque demanda uma mudança de cultura.

Para ajudar nesse desafio, preparamos este guia em que você vai aprender o que é gestão participativa, quais são suas vantagens e desvantagens e como implantá-la na empresa.

Confira.

O que é a gestão participativa nas empresas

Gestão participativa é um modelo em que o poder de decisão é descentralizado.

Nesse caso, ocorre um processo colaborativo: todos os profissionais participam de forma ativa do desenvolvimento da empresa, pois têm oportunidade para opinar e participar das decisões.

“A gestão participativa é um processo que visa o desenvolvimento da organização, sem deixar de lado a participação do indivíduo”, afirma Francisco de Paiva, no livro Gestão participativa: impactos sobre a produtividade organizacional (Appris e Livraria Eireli, 2016).

De acordo com o autor, esse modelo é empregado quando o gestor e os colaboradores dividem responsabilidades, participam do estabelecimento de objetivos e metas, debatem decisões e traçam os rumos do negócio.

Feita essa breve contextualização, é possível afirmar que a gestão participativa é voltada para a valorização do capital humano.

O poder não fica concentrado na figura do líder, mas é democratizado entre os funcionários.

Gestão participativa vale a pena?

Agora que você já compreende o conceito de gestão participativa, é hora de saber quais são as principais vantagens e desvantagens desse modelo e se ele vale a pena para o seu caso.

Vantagens

Vamos começar pelos aspectos positivos da gestão participativa:

1. Engajamento da equipe

Se todas as opiniões são bem-vindas e todos participam do processo decisório, a tendência é que aumente o engajamento da equipe em fazer com que o negócio cresça.

Afinal, cria-se um ambiente estimulante para os profissionais, no qual eles próprios enxergam oportunidades para desenvolver seu potencial.

Na prática, isso significa que os colaboradores são mais comprometidos em alcançar os objetivos organizacionais.

2. Valorização do capital humano

Seguindo a lógica do tópico anterior, um ambiente que reconhece o papel de cada colaborador promove a valorização do capital humano.

Nesse sentido, a empresa se torna terreno fértil para o desenvolvimento de competências e talentos, fomentando novos aprendizados.

3. Melhor tomada de decisão

Tomadas de decisão mais assertivas são uma consequência direta do debate de ideias e da análise de diferentes pontos de vista.

Em um artigo para a revista Entrepreneur, o escritor Tor Constantino explica que um objetivo central desse estilo de liderar é gerar ideias e soluções, usando consenso e comprometimento.

“Ele se baseia fortemente no conceito de que as equipes tomam melhores decisões do que qualquer indivíduo”, pontua o autor.

Desvantagens

Agora confira duas principais desvantagens da gestão participativa:

1. Falta de experiência dos liderados

Nesse modelo de gestão, todos participam do desenvolvimento do negócio, mas nem todos os colaboradores possuem experiência suficiente para tomar decisões.

Claro que isso é amenizado pelo fato de haver debate de ideias, mas, ainda assim, é uma desvantagem ter que lidar com a falta de experiência.

2. Processo de decisão mais lento

Em um artigo para o jornal Houston Chronicle, o professor de marketing Neil Kokemuller destaca que uma desvantagem de envolver os colaboradores na gestão é que, geralmente, o processo de tomar decisões e agir é retardado.

“Se você precisar tomar uma decisão urgente para cumprir um prazo ou aproveitar uma oportunidade, a gestão participativa provavelmente não funcionará”, pondera o autor.

SAIBA+AZULIS – Entenda o conceito de gestão de conhecimento

Como implantar a gestão participativa na empresa

Que tal implementar esse modelo de gestão no seu negócio?

Confira o passo a passo:

Reflita sobre o modelo de gestão atual

O primeiro passo é entender o modelo vigente atualmente na empresa e criar um plano de ação para transformá-lo em gestão participativa.

O sucesso da implementação depende, em parte, da postura do líder, que deve estar aberto a receber críticas e opinião e a abrir mão de todas as decisões, gerando autonomia para os colaboradores.

Prepare a empresa para a mudança

A gestão participativa precisa fazer parte da cultura da organização.

Portanto, todos os colaboradores devem estar preparados para sua implementação, já que demanda uma transição.

Para isso, inicialmente, comunique a mudança e explique como funciona o modelo para a equipe.

Estimule a troca de ideias

Como as decisões e criação de metas e objetivos devem atividades coletivas, a troca de ideias é fundamental para contrapor argumento e chegar à melhor solução.

Por isso, crie momentos para discussões, como reuniões periódicas, e fomente um ambiente aberto a opiniões e sugestões de todas as pessoas.

Descentralize as informações

Uma vez que a equipe vai participar do crescimento da empresa, ela precisa ter acesso a informações importantes para a tomada de decisão, como métricas, objetivos organizacionais e missão da empresa.

Portanto, não guarde essas informações somente para você.

Peça feedbacks e avalie a implementação

Como toda fase de transição, é difícil acertar de primeiro.

Por isso, avalie a gestão participativa de forma contínua, solicitando feedback dos colaboradores para identificar possíveis melhorias.

Com essas dicas em mente, você já pode implantar a gestão participativa na sua empresa.

Gostou do conteúdo?

Então, compartilhe o artigo nas suas redes sociais.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!