O que é demanda, tipos e como fazer a gestão

Por Redação Azulis

Sabia que a demanda é essencial para o negócio? Saiba tudo sobre o assunto e aplique os conceitos hoje mesmo no seu empreendimento.

oferta e demanda

Entender o que é demanda de mercado e como ela funciona é fundamental para todo empreendedor que deseja alcançar a sustentabilidade do seu negócio. Isso acontece porque, à medida que se tem conhecimento sobre o assunto, fica mais fácil fazer o planejamento das atividades.

E, com isso, atender às solicitações dos clientes, administrar o estoque e assegurar mão de obra adequada para cada período do ano. No final das contas, o resultado é mais eficiência e produtividade.

Parece bom para você? A gente concorda que sim. Então, para descobrir o que é demanda e aprender como gerenciá-la, preparamos este artigo completo. Acompanhe!

O que é demanda?

Demanda é quando o consumidor precisa do seu produto ou serviço durante um período de tempo. Para facilitar o entendimento, pense em como o mercado funciona durante as datas comemorativas.

No Natal, por exemplo, é comum a procura por certos itens alimentícios, como peru, nozes e uvas passas, certo? A tradição de trocar de presentes nessa época também faz a busca por outros itens aumentar, como roupas, sapatos, perfumes e brinquedos.

Essa necessidade e o pedido de consumo é o que representa a demanda.  Bom, agora que você já sabe o que é demanda, podemos dar um passo adiante para entender a relação entre demanda e oferta.

A relação entre oferta e demanda

Muito provavelmente, você já deve ter ouvido falar na lei da oferta e procura, não é mesmo? A demanda é a procura. Ela diz respeito a quanto os consumidores estão propensos a comprar determinado produto.

Já a oferta é referente à quantidade dessa mercadoria disponível no mercado. Essa é a relação da oferta e da demanda: cliente interessado em comprar um item disponível. Logo, fica fácil entender que, quanto mais escasso o produto estiver no mercado, maior será o preço dele.

O contrário também acontece: quanto mais produtos disponíveis, menor é o seu valor. Nesse cenário, entender não apenas o que é demanda, mas conhecer a relação entre oferta e procura no seu mercado, ajuda a planejar. É o que permite saber, por exemplo, a quantidade de itens que você deve comprar para o estoque, o quanto produzir e qual o valor do seu produto em determinado período.

SAIBA+AZULIS: O que é PDV, para que serve e como gerenciar seu ponto de venda

Tipos de demanda

Até aqui, entendemos o que é demanda e oferta. Mas você sabia que não existe um só tipo de demanda? Para aumentar as vendas, é importante que você conheça todas elas, levando em conta as necessidades do seu público-alvo.

Com esse levantamento, você consegue identificar oportunidades de vendas e aprimorar o atendimento ao cliente. Como veremos agora, existem vários tipos de demanda. Separamos as principais para você.

Demanda irregular

Esse tipo de demanda sofre com a sazonalidade decorrente de acontecimentos não previstos, como o clima. Os produtos hortifrúti na feira são exemplos clássicos. Na época da safra do morango e inhame, por exemplo, o preço despenca. Já no comércio, seguindo o calendário comemorativo, o Dia dos Pais é uma excelente época para os lojistas do segmento masculino faturarem.

Fazem parte da demanda irregular as liquidações para renovação do estoque, como a troca de coleção outono/inverno pelas peças de primavera/verão.

Demanda plena

São os produtos e serviços que não podem faltar no nosso dia a dia. Ou seja, que são essenciais para a sobrevivência ou para o mínimo de conforto. Água, luz, e alimentos básicos, como feijão, arroz, leite e sal, entram nesse tipo de demanda.

Demanda excessiva

Neste tipo de demanda, nem todos os clientes são atendidos. Isso acontece porque a oferta não suporta o número de interessados. Essa demanda é muito comum em itens promocionais exclusivos e para eventos.

A turnê Nossa História, da dupla Sandy e Júnior, em 2019, por exemplo, teve todos os ingressos esgotados em tempo recorde logo após a liberação dos lotes de venda.

Demanda indesejada

É toda demanda que pode trazer riscos para o meio ambiente, para a saúde e para a sociedade em geral. O uso de cigarro, por exemplo, é uma demanda indesejada. Os produtos que se incluem nesse tipo são regulados pelo governo, que investe em ações para inibir o consumo desses itens.

A importância da análise de demanda de mercado

Avaliar a demanda do seu mercado é fundamental para que você entenda as necessidades do consumidor. Dessa forma, é possível se preparar para garantir a eficiência da sua operação e o sucesso das vendas.

SAIBA+AZULIS: O que é pipeline e como aumentar as vendas com ele

Abastecer o estoque e contratar pessoal são dois exemplos de decisões que podem ser tomadas a partir da análise. Dar conta de suprir os pedidos da sua clientela é ainda uma prova de que você se preocupa em atendê-la bem. Esse cuidado é percebido pelo consumidor, que se sente mais conectado com a marca e a empresa. Portanto, analisar a demanda de mercado é também uma forma de estreitar o relacionamento com o seu público.

Como fazer a gestão de demanda na empresa?

Depois de entender o que é demanda e conhecer seus diferentes tipos, vamos à prática. Chegou a hora de aprender como fazer a gestão de demanda na sua empresa. Preste atenção nas dicas e comece agora mesmo!

Faça o mapeamento do seu mercado

Independentemente do seu segmento de atuação, é certo que haverá períodos de alta e baixa demanda. Identificá-los é importante para que você possa explorar o momento para vender mais ou fazer o seu planejamento financeiro a fim de minimizar os impactos negativos. Pesquise bastante sobre o mercado no qual a sua empresa está inserida e mantenha-se atualizado com as tendências.

Trabalhe os seus recursos disponíveis

Defina quais são os produtos e serviços mais rentáveis e mais importantes para a sua empresa. Considere também os seus recursos disponíveis, como tecnologia, pessoal e capital. Trabalhe no valor final que poderá ser praticado para garantir o lucro.

Peça feedback aos seus clientes

É muito importante entender o mercado e explorá-lo ao máximo. A boa notícia é que o seu cliente pode fornecer as informações de que precisa. Observe o comportamento de consumo do seu estabelecimento. Veja o que os clientes mais compram, o que fica muito tempo parado na prateleira e ainda o que costuma faltar.

Além disso, você pode ser mais incisivo e questioná-los. Procure, por exemplo, durante o atendimento e a venda, perguntar se ele encontrou tudo o que procurava. Vale também realizar pesquisas de satisfação.

O cliente é parte fundamental para entender o que é demanda e como gerenciá-la. Afinal, é dele que partem os pedidos. E é seu público que faz o mercado girar. Ouvi-los deve ser uma atividade constante na sua rotina como empreendedor.

Sem dúvida, isso vai fazer com que o desafio de estabelecer uma gestão eficiente seja mais simples. Aliás, com relação à administração do negócio, uma dica bônus é recorrer à informatização de processos. O controle de estoque, por exemplo, se torna mais fácil quando existe um sistema que registra todas as entradas e saídas.

Se você precisa dessa ou de outras tecnologias para apoiar a sua atitude empreendedora, conte com a Azulis. A plataforma ajuda você a encontrar as melhores opções de serviços e produtos para o seu negócio.

As informações foram úteis?

Você não achou esse artigo útil.
Nos ajude a melhorar! Como podemos tornar esse artigo mais útil?
Agradecemos pelo seu feedback!